Notícia

Região

Augusto Pestana vai substituir iluminação pública

Postada 21/10/2021



Augusto Pestana vai receber R$ 571 mil para serem investidos na modernização da iluminação pública no município. Esse é o resultado de um projeto da Administração Municipal, aprovado na chamada pública do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica – Procel Reluz, coordenado pelo Ministério de Minas e Energia.
O projeto foi encaminhado pela prefeitura no mês de julho deste ano, tendo a assessoria da empresa de Sigma Engenheira. O resultado final foi divulgado nesta semana.
O projeto visa substituir  400 pontos de iluminação pública, nas áreas centrais, próximas as instituições de ensino e principais vias de acesso à cidade. 
O Executivo municipal afirma que a previsão de execução é para o ano de 2022, uma vez que é necessária a realização de processos licitatórios para aquisição do material e mão de obra.
“O projeto Procel Reluz vai beneficiar muito a cidade. A modernização da iluminação pública com a troca de lâmpadas convencionais por lâmpadas de LED, garante uma iluminação melhor e mais eficiente, diminuindo o custo de manutenção, gerando economia e melhorando a qualidade do fornecimento de energia, além de contribuir com a segurança e embelezamento da cidade", disse o prefeito Darci Sallet.
Esse valor garante a substituição de metade dos pontos de iluminação do município. "A outra metade nós iremos fazer com recursos próprios. Este é o plano para o ano que vem. Isso seguramente vai diminuir o custo da nossa energia, vai melhorar a qualidade da iluminação e essa reformulação vai facilitar para quando se quiser automatizar o controle da iluminação", acrescento em entrevista ao JM. 
Sallet disse ainda que acredita que até o fim deste ano devem estar concluída a primeira etapa para início das obras de 28 unidades habitacionais do novo Loteamento Cinquentário. Ao todo serão construídas 48 moradias populares, sendo 20 delas com recursos próprios do municípios. Iniciada na gestão passada, o projeto visa para suprir o déficit habitacional existente atualmente no município.
O projeto está dividido em duas etapas. A primeira será a de 28 moradias que terão que serão construídas através de financiamento habitacional da Caixa Econômica e 20 casas construídas com recursos próprios do município. O Executivo vai subsidiar todos os terrenos.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por