Notícia

Esportes

Atleta ijuiense Felipe muda de clube e volta a jogar na Rússia

Postada 15/07/2021




Felipe vai jogar por três temporadas no futsal russo

O pivô ijuiense Felipe Paradynski dos Santos, está voltando ao futsal russo. O jogador aceitou a proposta do Ukhta da cidade de mesmo nome na República de Komi, no noroeste da Rússia e assinou contrato por três temporadas, deixando o ElPozo Murcia da Espanha onde jogou por dois anos. O atleta que passa um período de férias em Ijuí, concedeu entrevista ao Jornal da Manhã na companhia do pai Luiz Batista dos Santos(Chico Batista).
Felipe disse que chegou o momento de mudar de ares novamente. Teve uma passagem de um ano em 2013 pela Rússia, atuou por sete anos na Espanha jogando no Palma Futsal e mais recentemente no ElPozo Murcia.
"Estava bem adaptado à Espanha, me sentindo praticamente um pouco espanhol, falando bem o idioma, meus filhos tranquilos no colégio, a minha esposa também com bastante amizades. Tem momentos na vida que precisamos tomar decisões, às vezes a gente não sabe se o é certo ou errado, mas é o que o coração mandou. Deixei a zona de conforto. Então vou em busca de novos objetivos".
Felipe tinha mais dois anos de contrato com ElPozo. No começo o clube não queria deixar o atleta se transferir para outro clube da Liga Espanhola.O ijuiense teve propostas do Inter Movistar, que é uma grande equipe e outras agremiações daquele país. Surgiu então a proposta do clube russo que  está com novo projeto contratando seis jogadores.
"Chamou minha atenção este planejamento de formar um grupo forte. Foi uma situação que vai ajudar muito no meu futuro e da minha família. Tive que abrir mão de algumas coisas, mas toda decisão que você toma, tem o lado positivo e o lado negativo. Pensei positivamente e resolvi trocar de clube". Felipe Paradynski dos Santos comentou que a principal dificuldade na Rússia é a língua, apesar de que o básico ele se defende. O frio naquele país não é problema.O jogador lembrou que sua passagem pelo ElPozo foi positiva mesmo que o clube não conquistou as três finais que disputou, a Champions League, Supercopa da Espanha e Copa do Rei. 
"Ficamos vice-campeões. Foi muito gratificante vestir uma camiseta deste peso. Tive a oportunidade de ser o artilheiro da equipe nos dois anos que joguei lá. Foram 35 gols em 38 jogos em uma temporada e na outra 25 gols em 35 partidas. O carinho que tenho da torcida é incrível. Ficou a sensação de dever cumprido", salientou. Profissional desde os 16 anos, Felipe já vestiu entre outras, as camisetas do Jaraguá-SC, Tyumen, da Rússia, Palma Futsal de Mallorca-ESP, e El Pozo-ESP. Também atuou pela Seleção Brasileira. Dia 31 de julho ele viaja para a Rússia com apresentação marcada para dia 1º de agosto em Moscou. O pivô fez uma revelação, dizendo que sonha um dia em jogar aqui no Estado, na ACBF de Carlos Barbosa ou no Atlântico de Erechim.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por