Notícia

Saúde

Inverno aumenta risco de complicação cardiovascular

Postada 28/06/2021



Os dias frios sempre despertam na população a preocupação em relação a doenças respiratórias, como gripes, resfriados e rinites alérgicas. Mas além disso, as baixas temperaturas representam também risco de complicações cardiovasculares.
As doenças cardiovasculares se caracterizam por um conjunto de disfunções que atingem o coração e os vasos sanguíneos, e representam uma das maiores causas de mortes em todo o mundo, por geralmente comprometerem seriamente o sistema cardíaco e vascular. 
Durante o inverno é comum ocorrer aumento na incidência de doenças cardiovasculares em geral. Estudos mostram que em temperaturas abaixo dos 14ºC pode haver incremento de até 30% no risco de infarto do miocárdio, por exemplo. 
Conforme o coordenador do Instituto do Coração (Incor), médico cardiologista Rafael Manhabosco, isso acontece porque o frio provoca aumento da pressão arterial dos pacientes e também na frequência cardíaca - para manter a temperatura corporal adequada.
“O aumento na pressão arterial ocorre por um fenômeno chamado vasoconstrição (diminuição no calibre dos vasos). Dessa forma, o coração precisa trabalhar mais para vencer este aumento de resistência periférica. Com o maior trabalho cardíaco o risco de um evento coronariano aumenta, uma vez que para ter mais força de contração o coração precisa de maior quantidade de oxigênio”, explica. 

* Leia a matéria na íntegra na edição impressa do Jornal da Manhã


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por