Notícia

Saúde

Proposta do Estado fica abaixo do necessário

Postada 10/06/2021



A proposta apresentada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), por meio da titular da pasta, Arita Bergmann, para credenciamento do Hospital Bom Pastor em Oftalmologia ficou em torno de 30% do valor que a instituição considera o mínimo necessário para prestação do serviço - dos R$ 58 mil solicitados, o Estado ofereceu R$ 11 mil.
"Trabalhamos em buscar uma contraproposta que constituísse um meio termo que pudesse aproximar o mínimo de viabilidade ao que o Estado tem condições de pagar", explica o presidente do Bom Pastor, Martinho Kelm, acrescentando que a contraproposta foi encaminhada ontem, com intuito de chegar entre R$ 35 mil e R$ 40 mil.
Ele lembra o apoio do poder público municipal que irá financiar parte dos serviços até que o governo estadual faça o repasse de recursos. "A política de incentivo pelo Estado é tradicional, mas em função da pandemia e do remanejamento da Saúde está temporariamente suspensa. Então, a contratualização que negociamos é sem esse incentivo, e assinarmos o contrato somente se torna viável onde a prefeitura municipal se dispôs a complementar em parte esses valores. Realmente, estamos num processo de negociação. O que acertamos, permanece, mas também temos que olhar em termos de região, porque os valores apresentados ficaram muito aquém."


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por