Notícia

Política

Vereadores defendem o fim do turno único na Câmara de Vereadores

Postada 07/06/2021



Se o projeto de lei estabelecendo o fim do turno único na Câmara de Vereadores de Ijuí entrasse na pauta de votações hoje, ele já teria a maioria necessária para aprovação. A reportagem do Grupo JM conversou com os líderes de bancadas de alguns partidos do Legislativo ijuiense, inclusive do PDT, que tem o maior número de parlamentares atualmente, e todos são favoráveis ao fim do turno único. 
César Busnello, do PSB, por meio de abaixo-assinado, solicita o fim da medida que, segundo ele, de exceção se tornou regra, e não gera economia expressiva. "Prejudica sensivelmente o atendimento ao público. Os órgãos públicos em Ijuí oferecem seus serviços em dois turnos, como o caso da prefeitura, assim como as Câmaras de outras regiões. Não ao turno único, essa é minha posição sobre esse absurdo."
Beto Noronha (PT) tem entendimento na mesma linha, citando que favorece o trabalho dos vereadores, que precisam da estrutura da Câmara para atendimentos. Ele lembra que alguns servidores, mesmo em turno único, realizam o trabalho interno na manhã e tarde. Já sobre economia, o vereador acredita que ocorra nas contas de água e energia elétrica, mas não tem os números. "Para mim faz falta não estar aberta no turno da tarde."
Para o líder de bancada do PDT, Cleuto Rolim, esse debate trata-se de uma briga política entre Busnello e o presidente da Casa, Jorge Amaral (Progressistas), mas ele é favorável ao retorno do horário normal, e reclama que ambos os vereadores não conversam com os demais. "Eles têm que conversar. Se colocam como as pessoas mais importantes da Câmara. Todos foram eleitos para trabalhar pela coletividade, nenhum projeto vai passar pela vontade de cada um e isso tem que ficar claro para os dois."
Representante do Coletivo É as Gurias, Bruna Gubiani defende que estar em turno único significa estar em desacordo com os horários de atendimento em relação aos demais Poderes e a Casa do Povo deve ter um horário de atendimento adequado.
Para ocorrer a reversão do turno único, é preciso que a Mesa Diretora coloque o projeto em pauta.

"Sou totalmente favorável a volta dos dois turnos, desde o mandato anterior. Acho que o que gera de economia no turno único não compensa o fato de estar fechado à tarde para o atendimento aos cidadãos." - Vereador Beto Noronha (PT)

"Nosso posicionamento é pelo atendimento em dois turnos.
Em sendo turno integral viria a qualificar o trabalho realizado no gabinete, uma vez que amplia a possibilidade de atendimento interno da população." - Vereadora Bruna Gubiani (PCdoB), do Coletivo É As Gurias

"Sou radicalmente contra o turno único na Câmara Municipal, porque a comunidade fica desassistida. A exceção se tornou regra. Sem falar ainda, que a iniciativa privada trabalha, no mínimo, dois turnos." - Vereador César Busnello (PSB)

"É uma briga política entre Busnello e Jorge Amaral, pessoal, e o papel dos vereadores não é esse. A bancada do PDT é favorável a volta do turno normal. É a Casa do Povo e tem que estar aberta." - Vereador Cleuton Rolim (PDT)

Por Deise Morais


Mais Fotos

Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por