Notícia

Esportes

Seleção Brasileira segue 100%

Postada 05/06/2021



Gabriel Barbosa mesmo bem marcado, teve chances para marcar gols


O Brasil derrotou o Equador por 2 a 0, ontem à noite no Beira-Rio, em partida válida pela sétima rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo. Com gols marcados por Richarlison aos 19 minutos e Neymar, de pênalti aos 48 minutos do segundo tempo, a Seleção manteve os 100% de aproveitamento nas qualificatórias para o Mundial. Com o resultado, o Brasil foi aos 15 pontos, na liderança isolada. A equipe volta a entrar em campo na terça-feira da semana que vem, contra o Paraguai, fora de casa no Estádio Defensores del Chaco, em Assunção. Enquanto isso, o Equador estacionou nos nove pontos, na terceira colocação. O time recebe o Peru, na terça, às 18h.A Seleção Brasileira dentro de campo lidera as Eliminatórias, mas fora a situação é delicada. Os jogadores sinalizam que não querem disputar a Copa América, o técnico Tite está incomodado e não se descarta que ele peça demissão. O capitão Casemiro disse ontem que os atletas tem a sua opinião e vão externar no momento certo. O clima está bastante pesado. O descontentamento dos atletas é claro quanto à postura da CBF em realizar a competição neste momento de pandemia.O presidente da CBF, Rogério Caboclo, foi formalmente acusado de assédio moral e sexual por uma funcionária da entidade. A denúncia foi protocolada no início da tarde de ontem na Comissão de Ética da CBF e a Diretoria de Governança e Conformidade. Os abusos teriam ocorrido contra uma funcionária, autora da denúncia, que detalhou episódios vividos por ela desde abril do ano passado. No documento, ela afirma ter provas de todos os fatos narrados e pede que o dirigente seja investigado e punido com o afastamento da entidade e, também, pela Justiça Estadual.Entre os fatos narrados pela funcionária estão constrangimentos sofridos por ela em viagens e reuniões com o presidente e na presença de diretores da CBF. A defesa de Rogério Caboclo responde que ele nunca cometeu nenhum tipo de assédio. E vai provar isso na investigação da Comissão de Ética da CBF.



 


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por