Notícia

Saúde

Comus aprova recurso para Oftalmologia

Postada 04/06/2021



O Conselho Municipal de Saúde (Comus) aprovou, em abril, a destinação de recursos do Fundo Municipal de Saúde ao Hospital Bom Pastor para realização de atendimento em oftalmologia, atendendo a proposta apresentada pela instituição, em março.
Na semana passada, o Estado sinalizou positivamente para o credenciamento do Bom Pastor como referência, entretanto, conforme a diretora-executiva da instituição, Rosane Schiavo, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) trabalha na estruturação de uma política pública de incentivos financeiros.
"O Estado tem áreas em que tem incentivo financeiro para complementar a tabela do SUS, mas devido à pandemia, não conseguiu criar essa resolução e pediu 90 dias de prazo", comenta Rosane.
Conforme a coordenadora do Comus, Luciane Sarturi Antes, diante da sinalização do Estado para possibilidade de contratualização, não imediata, mas em um prazo de, no mínimo, três meses, o Bom Pastor se comprometeu, além da proposta inicial, e mesmo que o recurso seja inferior, de realizar todos os procedimentos em Oftalmologia neste período. "É uma contrapartida do Hospital e do município", resume Luciane, acrescentando que o incentivo financeiro é de R$ 30 mil.
Rosane acentua que o Município irá custear o serviço, até que o Estado realize o credenciamento e passe a destinar os recursos necessários. Diante desta garantia, o Bom Pastor encaminhou novamente à SES o pedido de credenciamento, que tramita internamente, para que seja gerado um Termo de Aditivo (TA) ao contrato. "O Bom Pastor concordou em ser referência em Oftalmologia mediante a garantia do Município", afirma a diretora-executiva.
A gestora comenta que, a partir da matéria publicada pelo Jornal da Manhã, nos dias 15 e 16 de maio, intitulada Falta de Credenciamento deixa pacientes sem cirurgias, é que desencadeou toda uma pressão política regional com mais intensidade. "Esse apoio da Amuplam e de lideranças regionais é que impactou para agilizar o processo de credenciamento", disse, ao Grupo JM.
O Coletivo É As Gurias tem acompanhado a situação e participou da reunião mensal do Comus, realizada ontem, em que foram expostos os encaminhamentos relativos ao tema. 

Por Deise Morais


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por