Notícia

Política

Onyx anunciará candidatura em dezembro

Postada 08/11/2021



"Somos liberais e conservadores. Queremos estar ao lado do grande líder, Jair Bolsonaro nas próximas eleições. Para isso, estamos trabalhando um novo projeto que vem sendo construído ao longo de uma trajetória." Essa é a declaração do ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni, ao falar da sua pré-candidatura em entrevista ao JM. 
O político diz que vem se preparando para esse novo momento, mas que evitou tocar no  assunto candidatura ao Piratini a pedido do presidente da República. 
“Bolsonaro cobrou que ficássemos totalmente focados no governo. Vivemos um ano difícil: a pandemia e os reflexos dela na economia. Seguimos atuando firmemente para a geração de emprego e na recuperação desse País”
O ministro observa que sua experiência na pasta do Trabalho, assim como sua atuação como ministro chefe da Casa Civil e da Cidadania, o credenciam a novos desafios. "Sou extremamente grato ao presidente que me deu oportunidade, acreditou no meu trabalho. Em dezembro, vamos fazer o anúncio. A partir disso, começaremos a circular pelo Rio Grande do Sul, mantendo contato com lideranças para discutir com demais partidos. Deus vai me abençoar nesta caminhada."
Conforme anúncio já feito na imprensa nacional, Onyx não deverá concorrer pelo União do Brasil, partido criado com a fusão do DEM e do PSL.
A liderança gaúcha lamenta a decisão tomada pela cúpula nacional, desconsiderando a opinião das bases. "Sumariamente liquidaram uma linda história de políticos liberais que começou com a criação do PFL, depois transformado em DEM. O União Brasil é um partido sem identidade, sem ideologia, com um nome que não significa nada."
Em relação à polêmica da portaria assinada por ele, que proíbe a demissão por justa causa de empregado que não comprovar vacinação contra covid, o ministro diz que adotou a medida certa.
A norma, publicada em edição extra do Diário Oficial, determina que a exigência de comprovante de imunização para a contratação ou manutenção do emprego será classificada como prática discriminatória.
"Não faz sentido demitir pessoas porque não fizeram a imunização. Isso vai contra o esforço que o Ministério do Trabalho vem desenvolvendo. Felizmente, o trabalho do governo tem sido importante na retomada do emprego. Dados mostram que foram gerados 2,5 milhões de empregos com carteira assinada no País", frisa Onyx.
O trabalho do Governo Federal no enfrentamento da pandemia da covid-19 é outro assunto em destaque pelo ministro Onyx. Ele ressalta que o governo Bolsonaro transformou o Brasil no terceiro País do mundo que mais vacinou, com 320 milhões de doses distribuídas.
"Esses números revelam o grande trabalho que vem sendo desenvolvido pelo presidente na área da saúde na retomada da nossa economia."


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por