Notícia

Esportes

Lateral Léo treina para os próximos desafios da carreira

Postada 14/01/2021



O lateral-direito ijuiense Léo em entrevista ao Jornal da Manhã contou como tem se adaptado nas atividades de um futebolista em momento de pandemia de covid-19. É preciso cuidar as partes física e mental. Lembrou que o ano de 2020 foi bem difícil para ele assim como para a maioria das pessoas. As dificuldades foram muitas.
“Tive que me adaptar conforme as coisas aconteciam. O ano não foi como planejei, mas tudo serve de aprendizado. Quando as situações não acontecem tiramos lições e aprendemos. Vamos passar uma borracha no ano de 2020 e trabalhar para que 2021 seja bem melhor. Estou trabalhando para os próximos desafios.”
Léo disputou o Campeonato Paulista pela Inter de Limeira e comentou que foi uma experiência muito boa. Tinha muita vontade de jogar a competição e logo que surgiu a oportunidade não pensou duas vezes em aceitar a proposta. “Foi uma experiência muito bacana, o Paulistão dá a visibilidade que nem um outro Campeonato Estadual permite. É o mais disputado na questão técnica e financeira. Os times do interior, casos de Mirassol e Novorizontino que jogam a Série D do Brasileiro e estão subindo para a C, tem um poder financeiro muito grande. Contratam jogadores que disputam a Séries A e B do Brasileirão. Eleva o nível da competição, sem contar os grandes times Corinthians, Palmeiras, Santos, São Paulo e agora o Bragantino. Se você faz bons jogos acaba abrindo muitas portas.”
A Inter de Limeira ganhou do Bragantino e do Corinthians fora. Empatou com o Palmeiras.  Disse que o objetivo do time era não ser rebaixado e conseguiu se manter na Série A. A equipe era treinada pelo ex-jogador Elano, que atuou pelo Santos, Grêmio e Seleção Brasileira. Léo no segundo semestre retornou ao Cuiabá onde tinha jogado em 2019 e disputou seis jogos pelo time do Mato Grosso e esteve no elenco na Copa do Brasil. Foi campeão da Copa Verde pelo clube em 2019.
O lateral-direito, nascido em Ijuí e revelado pela Escolinha GBM, atuou na base do Juventude aos 12 anos e depois nos profissionais do Caxias e América-RN. A carreira seguiu, foi campeão gaúcho de 2017 pelo Novo Hamburgo. Jogou pelo Joinville, Náutico e Operário-PR, sendo campeão da Série C do Brasileiro de 2018 e da Segunda Divisão Estadual.
Léo tem se adaptado a uma nova função, zagueiro. No início da carreira no Caxias chegou a atuar como volante. Descansando em sua terra natal, Léo estuda propostas e aproveita para curtir os familiares, o pai Carlos, a mãe Jânia e os irmãos Jean e Tainá. Não descarta um dia atuar no São Luiz. Seus pais são sócios do Rubro. O pai atuou no futebol amador de Ijuí pelo Aimoré do bairro Vista. A família é a grande incentivadora da carreira do polivalente Léo.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por