Notícia

Comunidade

Assistência Social terá maior aporte de recursos em 2021

Postada 10/12/2020



Os gestores e profissionais da área têm até 18 de dezembro para preencher os questionários do Censo do Sistema Único de Assistência Social 2020 (Censo Suas). Já o período de retificações dos questionários deve ser feito entre os dias 7 e 18 de dezembro. Essa prorrogação é referente à Gestão e aos Fundos da Assistência Social. A data foi alterada em função de problemas no sistema, que dificultava o envio das informações ao governo federal.
"O Censo Suas é extremamente importante para todos os municípios, é por meio dele que avaliamos todos os trabalhos realizados pela Rede Socioassistencial", disse a presidente do Conselho Municipal de Assistência Social e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica), assistente social, Cristiane Barasuol.
Conforme os dados já preenchidos, que compilam informações de entidades e de programas de governo, é possível observar que a Rede Socioassistencial no município está tendo cada vez maior alcance, chegando, conforme Cristiane, a toda população que necessita dessas políticas públicas.
"Temos mazelas e dificuldades, mas podemos ver que Ijuí está crescendo muito na política de assistência social", acrescenta. "No Censo temos o demonstrativo tanto de infraestrutura como de recursos humanos e de atividades realmente realizadas, e com qual dinheiro."
Assembleia do Conselho Municipal realizada na terça-feira teve como objetivo prestar contas e planejar orçamento para o próximo ano, com a participação da secretária municipal de Assistência Social (SMDS), Romi Rohde. Ela apresentou os gastos da pasta em 2019, na execução de programas, serviços e projetos, e parcerias com instituições privadas de acolhimento, e o orçamento previsto para 2021, de R$ 11 milhões - um salto para a Secretaria que há 3 anos ocupava o 7º lugar na distribuição de recursos pelo Executivo municipal, e agora a 4ª posição.
"Houve um crescimento bem significativo de recurso financeiro aportado à política de assistência social e isso se deve, claro, ao acompanhamento do Conselho Municipal e da importância desta política para o gestor, e isso nos permitirá desenvolver um trabalho mais qualificado", avalia.
Também presidente do Comdica, Cristiane destacou em entrevista ao Grupo JM, o crescente número de crianças que necessitam de acolhimento no município. Recentemente, foram registradas situações relativas a tráfico, vulnerabilidade e violência a crianças e adolescentes.
"A pandemia nos traz essa novidade, que são as crianças e adolescentes ficando mais em casa, pois não saem à escola, ao serviço de convivência e fortalecimento de vínculos no turno inverso, e isso acarreta uma exaustão nos pais no cuidado delas, o qual não estavam acostumados, gerando mais violência."
O Comdica trabalha na ampliação das políticas públicas de acolhimento e no monitoramento dos acolhidos. "O interesse da criança é sempre voltar para casa, não importa o tipo de violência que vivencie, quer viver com os pais, porque não conhece outra forma de vida senão aquela."
Por isso, também é realizado um trabalho com os familiares.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por