Notícia

Esportes

Conmebol adia jogo do Inter com o Boca Juniors

Postada 26/11/2020



A Conmebol confirmou o adiamento da partida entre Internacional e Boca Juniors, que aconteceria ontem, às 21h30, no Beira-Rio pela Libertadores. O confronto foi suspenso por conta da morte de Diego Armando Maradona, que sofreu uma parada cardiorrespiratória no dia do jogo.O Boca Juniors acionou a Conmebol após a morte do ídolo máximo da Argentina e solicitou o adiamento da partida. A entidade sul-americana acatou o pedido e já anunciou as novas datas dos confrontos.
A partida de ida acontecerá no dia 2 de dezembro, quarta-feira da semana que vem, às 21h30, no Beira-Rio. Já o jogo de volta será realizado no dia 9 de dezembro, na Bombonera, às 21h30.A condição de saúde de Maradona já não era das melhores. Recentemente, havia passado por uma cirurgia no cérebro, e estava em recuperação em casa. Na época, a cirurgia foi considerada simples, porém o estado de saúde do ex-atleta poderia complicar o pós-operatório.
A quarta-feira colorada seria de duelo entre Inter e Boca no Beira-Rio. Porém, depois da perda de um dos grandes futebolistas da história, além de torcedor símbolo do Boca, Diego Armando Maradona, a partida pela Copa Libertadores da América foi adiada. Sem a partida pelo torneio continental, o grupo colorado foi ao CT Parque Gigante para o treinamento. O foco volta ao Campeonato Brasileiro e à próxima partida, que será realizada no sábado, às 21h, contra o Atlético-GO, no Estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia.
Com atividades físicas, técnicas e táticas, a equipe começou a preparação para buscar a reabilitação na competição nacional. Serão mais dois treinamentos antes da viagem a Goiânia para ajustar o time que entrará em campo. O próximo está marcado para a manhã desta quinta-feira.
Em respeito à gigante trajetória construída pelo ídolo mundial Maradona, a bandeira do Beira-Rio foi posicionada a meio mastro na tarde de ontem.O meia D'Alessandro, do Internacional homenageou Maradona.D'Ale publicou uma imagem do início de sua carreira, em 2002. Na ocasião, ele recebeu das mãos de Maradona o Prêmio Simplesmente Futbol. 
" Obrigado, Diego! Foste um gênio. Com teus dribles, fizeste feliz um país. Fizeste da Argentina a maior do mundo. Descansa em paz!", escreveu D'Alessandro. A notícia da morte do ídolo argentino abalou não só o país vizinho, mas todo o mundo.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por