Notícia

Educação

Estudantes do 3º Ano terão ano letivo suplementar

Postada 25/11/2020



O Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou a validade do ensino remoto até dezembro de 2021, após os seis meses de suspensão das aulas presenciais pela pandemia do coronavírus, e a junção dos anos letivos de 2020 e 2021. As diretrizes valem para todas as redes do País, desde a Educação Básica até o Ensino Superior, sejam elas públicas, privadas ou comunitárias. No entanto, elas não são obrigatórias. O texto ainda deverá ser homologado pelo Ministério da Educação (MEC) e, depois, as redes poderão aderir ou não à proposta.
O conselho é responsável por assessorar o MEC nas políticas educacionais federais.O texto aprovado também torna possível que estados e municípios optem pela fusão dos anos letivos de 2020 e 2021 por meio da adoção de um continuum curricular de dois anos, na educação básica e um ano letivo "suplementar" para estudantes do 3º ano do ensino médio. 
A presidente do Conselho Estadual de Educação, Márcia Adriana de Carvalho, em entrevista ao Grupo JM  justifica, portanto, a ideia do Conselho Nacional ao afirmar que nem todos os conteúdos foram lecionados da forma prevista no currículo. A presidente também aponta que cada instituição tem uma realidade diferente. "Algumas escolas conseguirão terminar em dezembro, porém outras já avisaram que precisarão adentrar em janeiro com aulas", conta, lembrando que é necessário cumprir uma carga horária, embora a quantidade de dias letivos esteja flexibilizada por lei durante a pandemia."O que precisa ser considerado é o que foi repassado de conteúdo durante este ano ", conclui.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por