Notícia

Saúde

Centro de Triagem pode ser fechado em outubro

Postada 28/09/2020



O poder Executivo ainda está avaliando se fechará, no mês de outubro, o Centro de Triagem, instalado junto ao Ginásio Municipal Wilson Mânica e responsável por atender pacientes com sintomas gripais. Segundo o secretário municipal de Saúde, Marco Atkinson, a equipe tem feito o acompanhamento diário da pandemia de covid-19 e todas as decisões são tomadas a partir de dados técnicos.
"Temos feito esse acompanhamento e, concomitante a isso, temos o vencimento do contrato da estrutura instalada no ginásio no dia 10 de outubro. Nós já tínhamos sinalizado com a decisão de não renovar, em função da redução no número de casos ativos. Estivemos reunidos com o prefeito, Valdir Heck, e expusemos outro ponto: a preocupação com o aumento no número de casos agora, já que tivemos a flexibilização de alguns segmentos. Saberemos se essa mudança vai influenciar ou não no processo de contaminação em 14, 15 dias - exatamente no momento em que estaríamos encerrando as atividades no Centro de Triagem. Por isso nosso pedido, enquanto Secretaria de Saúde, foi para que o prefeito se sensibilizasse e aguardássemos mais alguns dias para tomar a decisão", explicou.
Se o cenário se mantiver favorável, o Centro, na atual estrutura, terá suas atividades encerradas. Caso contrário, a renovação será feita por mais 20 dias, a partir de uma negociação com a empresa, como explica o secretário. 
Discute-se, também, se haveria a necessidade de transferência do Centro de Triagem para um espaço menor e isolado; ou se as unidades básicas de saúde poderiam absorver a demanda. "Estamos avaliando exatamente para que a decisão seja tomada tecnicamente e para que a gente não corra riscos. O Centro de Triagem tem sido muito importante. Tivemos mais de 13,5 mil atendimentos desde o início da pandemia", reforçou.
A liberação das atividades preocupa porque, a exemplo de outros locais, houve um aumento no número de casos. "Estamos atentos a outros países, à possibilidade de uma segunda onda da doença e o fato de algumas regiões terem que novamente fechar tudo. Estamos tratando o tema com muita responsabilidade. Entendemos que a área econômica está envolvida, que precisa ser atendida, mas nos preocupamos com a saúde."


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por