Notícia

Geral

Previdência aumenta déficit do Município

Postada 28/09/2020



A revisão para baixo das estimativas de crescimento no próximo ano fez a equipe econômica do poder Executivo de Ijuí elevar a estimativa de déficit para 2021. O projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)  do próximo ano, apresentado na manhã de quinta-feira, mostra que o resultado negativo corresponderá a R$ 20,2 milhões para o governo municipal – composto pela Administração direta; o Previjuí, o Demei Distribuição e o Demei Geração.   
A Secretaria Municipal de Planejamento projeta um gasto de R$ 493,4 milhões para 2021 e uma receita de R$ 473,2 milhões no próximo ano.
“A receita do Município vinha crescendo de 6% a 10%, agora de 2020 para 2021 nós temos uma projeção de 4%. Então a projeção está diminuindo, porém, as nossas despesas estão aumentando. A demanda da comunidade é cada vez maior”, disse a titular da pasta, Márcia Boniatti, em audiência pública na Câmara de Vereadores. Ela lembra que no primeiro ano do governo de Valdir Heck (PDT), em 2017, o Município arrecadou R$ 344,3 milhões; no ano seguinte foi R$ 387,1 milhões, em 2019, o valor de R$ 429,3 milhões, e a projeção para até o fim do ano de  2020 é de R$ 453,1 milhões.
Em compensação, a projeção de aumento de despesa é de 10%, passando de R$ 442,5 milhões  em 2020 para  R$ 493,4 milhões no próximo ano. 
O maior valor gasto do orçamento  é com servidores, o que corresponde a 55% do valor arrecadado.  
Márcia explica que entre os motivos para o crescimento dos gastos  está a previsão de reajuste salarial de 2% do INPC, conforme orientação do Tribunal de Contas da União, e o aumento do passivo atuarial - valor necessário para pagar todos os benefícios aos assistidos e aos participantes ativos do Previjuí.  "Tínhamos uma alíquota de 24,48% e ela passa para 36,66% em 2021. Ou seja, este ano o valor era R$ 17 milhões e para o próximo ano será de R$ 33 milhões. Somente aqui temos R$ 15 milhões com o passivo atuarial do Previjuí. No entanto, o Executivo está licitando um novo cálculo para ver se confirma essa alíquota ou não", comenta Marcia. 
O orçamento do Previjuí está previsto em R$ 88 milhões. Os cerca de 800 beneficiados, até  agosto, receberam quase  R$ 4 milhões. O Instituto possui mais de R$ 203 milhões em aplicações. 
Como já vinha ocorrendo nos últimos anos,  as Secretarias que mais receberão investimentos no próximo ano são  Saúde (R$ 94,2 milhões) e Educação (R$ 87,7 milhões). Por outro lado, a área que receberá  menos investimentos  é a Habitação, com valor estimado em R$ 1,6 milhão. 
Já o prefeito eleito nas eleições de novembro deste ano terá R$ 16,8 milhões, o equivalente a 3,42% do orçamento para realizar  novos investimentos no município. 


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por