Notícia

Sociedade

Trajeto da Chama Crioula repete a saga dos farrapos

Postada 15/09/2020



Pela primeira vez, a Chama Crioula se deslocou de Guaíba a Porto Alegre, repetindo a saga dos farrapos em 1835, para marcar o início da Semana Farroupilha. Depois de cruzar o Guaíba a bordo do catamarã, no início da manhã de ontem, centelhas foram acesas no Palácio Piratini e na Assembleia Legislativa, dando início oficial aos Festejos Farroupilhas de 2020. 
O acendimento da Chama ocorreu pouco depois das 7h15, em Guaíba, sob o cipreste que está até hoje em frente à Casa de Gomes Jardim, onde foi idealizada a invasão da capital gaúcha na noite de 19 para 20 de setembro. Ao chegar à capital, o candeeiro foi conduzido por cavalarianos até o Piratini, onde o governador Eduardo Leite (PSDB) abriu os Festejos Farroupilhas ao lado do presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo (PP), entre outras autoridades.
Na sequência, uma centelha do fogo foi levada ao Palácio Farroupilha, a sede do Parlamento. A presidente do MTG (Movimento Tradicionalista Gaúcho), Gilda Galeazzi, entregou o símbolo a Polo, dizendo desejar que a Chama representasse a esperança de dias melhores para todos. A Chama ficará até 20 de setembro no galpão crioulo localizado no pátio interno do Parlamento, que é a sede simbólica do MTG.


Mais Fotos

Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por