Notícia

Economia

Exportações do Estado crescem no trimestre

Postada 19/08/2020



Em ano de safra reduzida pela estiagem e soja valorizada pelo câmbio, quem tinha produto em casa, colocou à venda. E esse movimento ajudou a impulsionar as exportações gaúchas do agronegócio, no segundo trimestre deste ano. Levantamento divulgado pelo Departamento de Economia e Estatística (DEE) da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão  mostra que a receita dos embarques de carnes cresceu ainda mais. Entre abril e junho, o faturamento da proteína animal aumentou 29,3%. Na soja, a expansão foi de 15,4%. 
"O Rio Grande do Sul, apesar de ter passado por uma severa estiagem, continua com crescimento nas exportações, principalmente na safra de soja. Isso ocorre porque as condições de negociações são bem favoráveis aos produtores, com preços bastantes elevados, o que fez com  que houvesse uma aceleração nas  vendas e, portanto,  nos embarques neste trimestre, usando também os estoques de passagem do ano anterior", explicou o analista do DEE, Rodrigo Feix. 
A demanda externa pelo produto é tamanha que o mercado sinaliza possível falta do grão no mercado interno. Até junho deste ano, o Estado exportou 53,3% da produção, situação semelhante à registrada em outro ano de seca, 2012, quando o percentual somou 61,2%.
Outro fator com influência sobre o resultado é a base de comparação. A peste suína africana fez a China, nosso principal comprador, desacelerar as compras do grão, insumo para ração, em 2019. Aliás, o país asiático foi destino de mais da metade dos embarques do setor no segundo trimestre e de 43% no primeiro semestre de 2020.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por