Notícia

Comunidade

Lares de Ijuí se adaptam diante da crise

Postada 10/08/2020



A pandemia do novo coronavírus trouxe uma nova realidade, tanto na saúde mundial como em todos os setores da sociedade. Uma das mudanças mais bruscas é observada pelas entidades sociais, tendo em vista a diminuição das doações financeiras, alimentícias e de agasalhos. 
Em entrevista ao Grupo JM, diretores dos três principais lares da Ijuí falaram sobre as necessidades que se apresentam nas instituições.
Diretor do Lar da Criança Henrique Liebich, Leandro Corrêa conta que as dificuldades financeiras têm aumentado gradativamente, porém, a ajuda da comunidade é importante para a sequência do trabalho. “Atendemos 100 crianças no contra turno escolar, e com a suspensão das aulas presenciais, também não atendemos presencialmente aqui, então, temos realizado assistência através das mídias sociais e da entrega de alimentação. Já entregamos mais de 150 cestas básicas, e somos muito agradecidos à comunidade, que tem feito o suporte da doação de alimentos”, relatou.
Por outro lado, a diretora do Instituto Lar Bom Abrigo, Marli Gaspar, comenta que a maior dificuldade é com a manutenção financeira da casa assistencial. “Os padrinhos do lar são assalariados e acabaram tendo seus salários reduzidos devido à pandemia, e, por isso, alguns querem desistir do apadrinhamento e estamos buscando maneiras de evitar que isso aconteça. O projeto de arrecadação do óleo de cozinha também foi prejudicado com o fechamento de alguns restaurantes. Estamos traçando metas para solucionar essas questões financeiras. Temos esperanças de que a comunidade nos abrace ainda mais do que já tem abraçado, doando alimentos e produtos de higiene e limpeza”, enfatizou.
Diretora da Missão Evangélica de Amparo Ao Menor (Lar Meame), Maria Luiza Faccin Wiedtkenper informou que medidas estão sendo adotadas para superar a crise. “Tivemos que contratar uma colaboradora que trabalha exclusivamente atendendo às demandas da escola. Fizemos um brechó recentemente e realizamos a venda de pizzas, ações que foram bem sucedidas e fizeram com que tivéssemos acréscimos em nosso orçamento. Além disso, tivemos redução do quadro de funcionários, e estamos programando outras ações para arrecadar recursos financeiros”, finalizou.
Os três foram unânimes ao afirmar que a comunidade ijuiense é bastante participativa em doações.


Mais Fotos

Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por