Notícia

Comunidade

Voluntários constroem casas para animais de rua

Postada 04/08/2020



Integrantes do Grupo de Incentivo ao Cuidado com Animais de Ijuí (Gicai), juntamente com voluntários da causa animal, estão realizando o projeto Focinho Quente, com o objetivo de construir casas para animais de rua ou de famílias em situação de vulnerabilidade social.
Segundo a voluntária Fernanda Silva da Silva, o projeto iniciou quando ela viu postagens do protetor Fernando Falcão, em que ele pedia doações de casinhas para os animais que estavam expostos a chuva e ao frio. “Surgiu a ideia de conversar com ele para fazermos casinhas e ele topou, e resolvemos encontrar um lugar, e foi quando surgiu a professora Liége Sanmartim, que nos abriu as portas da escola Nossa Senhora da Penha”, contou.
Liége integra grupos de proteção animal há algum tempo, e encontrou voluntários que estavam em busca de um local em que pudessem construir as casinhas. “Conversei com minha diretora, que também gosta de animais, e ela prontamente nos cedeu a escola para realizarmos esse trabalho para ajudar os animais nesse período”, informou.
Conforme Liége, a ideia é continuar com o projeto mesmo depois do retorno presencial das aulas, e envolver os educandos na ação. “Queremos que nossas crianças aprendam desde cedo a importância de ter cuidado com os animais.”
As primeiras casinhas foram finalizas no último sábado, e serão entregues para famílias que realmente não tenham condições de comprar uma casa para seu animal de estimação, mediante assinatura de um termo de responsabilidade. “Já recebemos pedidos de casinhas, mas iremos entrega-las para pessoas de baixa renda, que apresentem fotos da situação dos animais, pois tem gente pedindo casinhas que não são pessoas de baixa renda e que tem condições de comprar uma casinha”, relatou Fernando.
Liége salienta a importância do termo de responsabilidade no momento da entrega da casinha. “A pessoa que irá receber a casa, ao assinar o termo, assume a obrigação de manter o seu animal em boas condições e iremos fazer um acompanhamento em cima desse cadastro, pensando no animal e também para garantir que as casinhas não sejam descartadas.”
Os voluntários pedem que a comunidade contribua com doações de brasilites, pregos, tintas coloridas, pallets e tábuas, e além disso, também estão recolhendo doações em dinheiro para realizar a castração das gatas e cachorras acolhidas pelo grupo. “Quem quiser doar pode ir até a escola nas segundas, terças e quartas, pela manhã, ou contatar pelos telefones 9 9210 6475 ou 9 9133 7303”, finalizou.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por