Notícia

Política

Chega ao MP suspeita de direcionamento de contrato

Postada 24/07/2020



O PSB confirmou coligação com o PDT nestas eleições municipais, marcadas para 15 de novembro, em função da pandemia do novo coronavírus. A informação é do presidente do partido, Vilson Dornelles. Ao Grupo JM, ele contou que inicialmente a ideia era estar numa chapa com o Progressistas, mas dificuldades no diálogo e a falta de atuação do PP em relação ao assunto, acabou levando o PSB para outros caminhos.
"Diante deste quadro, praticamente nos fechou essa porta, de estarmos neste campo, juntamente com PP e PL, que parecem estar definidos para as eleições em Ijuí", acrescenta Vilson, acrescentando que, na oportunidade, o PP não se opôs à proposta. O tema foi levado à Executiva do PSB, que definiu não seguir neste campo. "Porque não acredita haver algo de novo nessa construção. Uma que o PP está na Administração de Ijuí, queira ou não queira, representada pelo vice-prefeito [Valdir Zardin], nas secretarias e no Demei, e o PL também é um partido com pessoas que saíram do PDT ontem, e estavam na administração há 30 anos, e não propuseram nada de novo para a população. Não vamos mais fazer parte, nem abrir conversa com essa definição nos dada pelo PP e pelo PL."
Ainda em entrevista ao Grupo JM, Vilson pondera que, quando o PSB, em janeiro, tomou uma decisão para construir um projeto de governo para apresentá-lo à sociedade, a partir dos mandatos de seus vereadores, e o PP entende que não é isso, o partido fica sem respaldo.
"Parece que vem numa construção de poder para que o PP governe Ijuí, não sei se por ego, ou por sentimento de que vão fazer algo sobrenatural para o município. Nós do PSB temos uma bandeira estabelecida, de centro-esquerda, e o PP foge à ideologia do partido, acreditando que somente um grupo de pessoas pode administrar Ijuí. O que nós não acreditamos."
Para o presidente do PSB, o PDT tem aberto a possibilidade de concretização do plano de governo que pretendem apresentar a Ijuí.
"O PDT tem um caminho democrático, com diálogo produtivo, de administração inovadora, porque entende, e fez discussão interna, que tem questões que eles por si só não conseguiram alcançar a satisfação da população, e entendem que um grupo maior, com outras siglas, pode embasar o governo em políticas que podem melhorar essa situação. O PSB não fica em cima do muro. Certamente estaremos com o PDT e não há mais como esconder, um fato praticamente concretizado."


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por