Notícia

Polícia

"Quero justiça pela morte do meu pai"

Postada 21/05/2020



Completaria ontem seus 73 anos, Lauri Schneider. Envolvido em um mistério em que a polícia busca desvendar, o idoso, que residia sozinho em Carajá Grande, interior de Jóia, não foi visto mais desde o dia 25 de abril, um sábado à noite, quando sua casa, que apresentava sinais de violência, foi encontrada revirada após um roubo. 
A família tem a certeza que um corpo localizado na última semana, na localidade de Lagoa da Mortandade, interior de Eugênio de Castro, seja de Lauri. Inclusive, o enterro foi realizado pela família em Rincão Seco, interior de Augusto Pestana. A polícia também acredita ser o idoso, mas aguarda um exame de DNA, porque, devido ao estado avançado de decomposição, não foi possível identifica-lo. 
Inconformada, a filha, Aline Schneider, pede por justiça. “Pedimos uma resposta para tudo isso. Foi algo cruel e brutal. Não existe crime perfeito. Alguma pista deve ter sido deixada. Algum rastro que seja. Acreditamos no trabalho da polícia, mas não vamos descansar enquanto não encontrarmos os responsáveis”. 
Durante o roubo, além de armas e diversos utensílios, um trator Ford 6600, na cor azul, foi levado pelos criminosos. Aline pede se alguém ter alguma pista, deve repassar para a polícia ou para a família. 
“É impossível um veículo deste tamanho sumir sem alguém ver. Em algum lugar passou”. 
A filha ainda disponibilizou o número 99102-3836 para denúncias. “A forma como fizeram foi de extrema ruindade. Não bastou o crime, eles queimaram meu pai. Queremos que a justiça seja feita”, conclui.  


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por