Notícia

Polícia

Traficante é preso com crack e R$ 1,3 mil

Postada 11/05/2020



Através de uma ação da Brigada Militar de Ijuí no local conhecido como Beco do Osvaldo Aranha, policiais retiraram de circulação um traficante com pedras de crack e mais de R$ 1,3 mil em dinheiro. 
O trabalho policial teve início após vária denúncias chegarem ao 190, informando que um indivíduo desconhecido estava traficando próximo aos trilhos da viação férrea.
De posse das informações, na madrugada de ontem, uma guarnição da Força Tática do 29º Batalhão de Polícia Militar (BPM) fez o patrulhamento de rotina, quando na rua Pelotas avistou um indivíduo em atitude suspeita, momento em que foi tentado abordá-lo. Ao perceber a presença policial, o homem fugiu por alguns terrenos, pulando muros e cercas, sendo possível sua detenção aproximadamente 150 metros do local, após ter resistido e investido contra os policiais. 
Ele foi identificado, como um homem de 26 anos, natural de Guaíba, tendo antecedentes policiais por vias de fato. 
Durante a busca pessoal foram localizados no bolso do casaco do detido a quantia  de R$ 1.316 e  25 pedras de crack já embaladas para comercialização. 
De acordo com comandante da Força Tática,  tenente Marcos Heberle, a polícia acredita que o dinheiro tenha sido obtido na venda de drogas. 
“Eram os mais variados tipos de notas, o que é tipicamente conhecido como trocado, utilizado pelo usuário de drogas ao interagir com o traficante. Isso prova que não havia apenas o crack, porque este tipo de entorpecente é barato. O que tudo indica ele comercializou outro tipo de droga, porque localizamos notas de R$ 50 e R$ 100”, explicou. 
O indivíduo foi preso e conduzido até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para a realização de exames e posteriormente encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, juntamente com o material apreendido, onde foi lavrado o flagrante pelo tráfico de entorpecentes. Ainda durante a madrugada, o homem foi encaminhado à Penitenciária Modulada Estadual de Ijuí. 
“Infelizmente, quando se retira um traficante de circulação, outro ali se instala, porque há demanda para o tráfico de drogas. Por hora este está preso, no entanto, o problema social do Beco – como em tantos outros locais de Ijuí – continua. Certamente nas próximas horas voltaremos a agir para tirarmos novos criminosos envolvidos com o tráfico do local”, concluiu Heberle. 


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por