Notícia

Comunidade

Taxistas sentem impacto da redução de passageiros

Postada 28/04/2020



Os decretos de emergência anunciados recentemente pelos poderes Executivos municipal e estadual como método de contenção à propagação do novo coronavírus impactou diretamente na rotina e na renda de motoristas de carros particulares e taxistas.
O taxista Fabiano Tomé da Cruz, que tem um ponto na Praça da República, afirma que é visível a queda na demanda de usuários de táxis desde o início das restrições. "Houve uma grande redução de chamadas. Estamos conseguindo fazer alguma coisa, pois também teve a diminuição do preço da gasolina. Mas em termos de corridas, já tive queda de 50%", disse o profissional, que lembrou que atende mais pessoas   idosas. "São pessoas que vêm no banco para receber  ou fazem alguma compra e depois nós levamos para casa. Neste mês, acabou caindo."
De acordo com o taxista, antes da Covid-19, o rendimento diário era em torno de R$ 200. Hoje, mesmo com a reabertura do comércio, o valor não chega a R$ 100. "Está bem difícil, pois uma troca de óleo custa R$ 180. Então, quantos dias temos que fazer para tirar esse dinheiro e mais as despesas da casa, pagar aluguel. Está bem complicado. Não sei até quando iremos conseguir levar isso", ressaltou Cruz.
Além da redução do número de passageiros outra mudança foi a ampliação dos cuidados de higienização.
"A cada corrida, fazemos a higienização com álcool nas portas, maçanetas, nos locais onde mais se têm contato, além do uso de máscaras." 


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por