Notícia

Saúde

Carteira do Autista vai priorizar atendimento

Postada 16/01/2020



Mães de crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) convivem com diversas dificuldades no acesso a serviços simples. Há relatos de falta de inclusão nas salas de aula e problemas em filas.
Uma lei que prevê a criação da Carteirinha Nacional de Identificação do autista, que vai garantir prioridade no atendimento das pessoas que sofrem com transtorno, já está valendo - sancionado em 8 de janeiro, pelo presidente Jair Bolsonaro.
A ideia é que o documento facilite o acesso a direitos básicos e essenciais e permita o planejamento de políticas públicas.
"O primeiro ponto da carteira de identificação do autista é a conscientização, o símbolo, que faz a divulgação de que a pessoa tem autismo, e que ela deve conter o número de contato, e no município já fazemos assim. E a segunda questão é a prioridade, porque a pessoa que tem autismo é considerada com deficiência para fins legais, então estamos falando de atendimento prioritário tanto no âmbito público quanto privado, no estacionamento, então, reforça toda essa construção, essa luta que tem sido realizada pela comunidade das pessoas com autismo", explica a presidente da TEAmor - Associação dos Pais e Amigos dos Autistas de Ijuí, Raquel Pinto.
A previsão para a implantação da carteira é 1º de março.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por