Notícia

Economia

Banrisul quer ampliar crédito rural em Ijuí

Postada 16/01/2020



Depois de anos com participação tímida no crédito rural, o Banrisul quer ampliar o espaço nos financiamentos do agronegócio. Com uma fatia de 6% no mercado, o banco que tem o segmento na sua origem, quer triplicar esse percentual em um período de três anos.
 E para isso, o banco está direcionando esforços internos para conseguir atrair a atenção do produtor rural. Gerente da agência central do Banrisul em Ijuí,  Vitor Kreutz tem visitado entidades e empresas que atuam no setor, além dos prefeitos das cidades que compõem a cartilha da agência - Bozano, Coronel Barros e Ijuí. Ao todo, são 25 mil clientes pessoa física e 1,5 mil pessoas jurídicas.
Conforme levantamento feito com base em dados de 2017, Ijuí conta com 1.686 propriedades rurais. Quando contabilizados os três municípios, esse número sobe para 2,5 mil.
"Na verdade, o Banrisul surgiu há 92 anos em função do agronegócio. Teve altos e baixos neste período e nos últimos anos ficou um pouco afastado do agro. Agora estamos voltando com muita força, com linhas disponíveis e recursos próprios tanto para custeio quanto para investimentos, com linhas simplificadas, então, queremos entrar e atender essa demanda, porque a base da economia é o agronegócio", afirma Kreutz. "A expectativa é de que a gente consiga fazer um bom trabalho e efetivamente possa contribuir cada vez mais, porque tendo dinheiro disponível, é gerada riqueza, que faz a economia girar. Esse é o papel do banco. São linhas com taxas subsidiadas, com crédito de fácil acesso."
O gerente destaca ainda que a área de pessoa jurídica - comércio, indústria e serviços - também receberá atenção especial. E, com a taxa básica de juros em 4,5% ao ano, com tendência de reduzir ainda mais, as linhas de crédito se tornam bastante atrativas, como na energia solar - própria e via BNDES.
"Estamos atuando nestas frentes para que possamos realmente marcar nossa passagem por Ijuí, fortalecer cada vez mais o Banrisul e, consequentemente, contribuir com o desenvolvimento regional que é o nosso papel."
Kreutz lembra ainda que a instituição investe na qualificação e estruturação do atendimento. "A comunidade gaúcha está muito ligada ao Banrisul, tem uma afinidade muito grande e temos uma preocupação em manter isso, porque está sempre na mídia a questão de privatizar ou não e sempre tenho dito que a única forma de mantermos nosso banco público, é sempre primarmos pelo bom atendimento. O povo tem que querer o Banrisul público e hoje temos esse apoio da população."


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por