Notícia

Saúde

Escolas serão parceiras no combate ao Aedes aegypti

Postada 04/12/2019



O combate ao mosquito Aedes aegypti ganhará um reforço em Ijuí: o auxílio das crianças. Envolver os pequenos, do 1º ao 4º Ano do Ensino Fundamental, é uma das propostas do poder Executivo, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e da Vigilância Ambiental, apresentada ontem em evento, realizado no Salão Farroupilha da prefeitura municipal.
“O ano letivo está findando, o verão está chegando e queremos que as crianças sejam nossas parceiras neste trabalho, cobrando resultados positivos dentro de casa”, explicou o secretário municipal de Saúde, Josias Pinheiro, lembrando que cerca de 100 casos de Dengue acabaram sendo confirmados na cidade neste ano. “Já temos municípios da região com um índice de infestação de 3%, quando o percentual seguro é de até 1%. Nós estamos quase chegando a este limite e precisamos nos preocupar”, reforçou Josias.
O combate ao mosquito Aedes  aegypti já não é uma novidade nas escolas. A ação é uma das  12 trabalhadas por meio do Programa Saúde na Escola anualmente. “As equipes de saúde das unidades básicas  trabalham, com as escolas próximas, temas como a alimentação saudável, o combate à obesidade e a saúde bucal. E o combate ao mosquito faz parte deste trabalho”, destacou a coordenadora do programa, Sabrina Dallepiane.
Ontem, ao secretário municipal de Educação, Eleandro Lizot, ao coordenador regional de Educação, Cláudio de Souza, e representantes de escolas particulares foram entregues materiais de divulgação, a serem levados e trabalhados dentro dos educandários.
Como lembra o coordenador da Vigilância Ambiental, Rinaldo Pezzetta, as ações de fiscalização, orientação e eliminação dos criadouros do mosquito continuam. O projeto, que será desenvolvido nas escolas, é uma ação de reforço. 
Outra proposta, que deverá ser lançada nos próximos dias, é o fiscal por prédio público, como ressaltou Josias. "Queremos que cada prédio, seja ele municipal, estadual ou da União, tenha seu próprio fiscal, que auxilie na fiscalização e na eliminação de criadouros.  Não adianta cobrarmos da população se não há esse cuidado nos prédios públicos", destacou o secretário.
Prefeito de Ijuí, Valdir Heck destacou que a cidade é exemplo em vários áreas e que há a necessidade de se trabalhar para ser, também, exemplo no combate ao mosquito.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por