Notícia

Geral

Comissão encaminha ofício ao Executivo

Postada 07/10/2019



A uma semana do início da Expo-Ijuí/Fenadi 2019, a Comissão de Segurança da feira reencaminhou ao prefeito Valdir Heck, na tarde de sexta-feira, ofício solicitando a fiscalização das imediações do Parque de Exposições Wanderley Burmanna, por parte dos agentes de trânsito, da Coordenadoria Municipal de Trânsito.
A iniciativa decorre de reunião realizada na Associação Comercial Industrial (ACI) de Ijuí, também na tarde de sexta-feira, que envolveu a presidente da Expo-Ijuí, Nadine Dubal, e o vice, André Bigolin, além de integrantes da Comissão de Segurança. 
O documento encaminhado ao Executivo é assinado por Nadine, Bigolin, e também pelo presidente da Comissão de Segurança, Vanderlei Ávila, pelo presidente da Fenadi, Nelson Casarin, pelo capitão da Brigada Militar, Gilmar Bischoff, pelo comissário da Polícia Civil, Fernando Reichert, pelo tenente do Corpo de Bombeiros, Pedro Jair da Silva, e pelo proprietário da Protefort - empresa terceirizada que fará a segurança interna do Parque de Exposições, Valmir João Goi.
Antes disso, ainda durante a manhã, em entrevista ao Grupo JM, Heck afirmou que os agentes municipais de trânsito não irão realizar fiscalização nas imediações do Parque de Exposições Wanderley Burmann, durante a feira, que acontece de 11 a 20 de outubro, a menos que sejam pagas horas extras - o que o poder público não está disposto a fazer - e questionou: "A Brigada pode ir sem alguma cobrança?", e continuou. "Hoje, o Parque está cedido para a Ueti e ACI, então, eles têm que administrar isso. Os azulzinhos não adentram o Parque, ficam somente no trânsito inicial, e lá também tem gente contratada na área da Segurança, por parte da ACI. Nós podemos, sim, ceder os azulzinhos, sem dúvida, mas tem que haver o pagamento das horas extras, porque senão eu estou sujeito a ser apontado."
Ao ser questionado sobre a ACI ter que pagar as horas extras, o prefeito foi categórico e afirmou: "Claro, porque tem responsabilidades."
Conforme o documento reencaminhado ao prefeito, "a exemplo do que já ocorria em anos anteriores, [a Comissão de Segurança] conta com a participação da referida coordenadoria [de Trânsito] em todos os dias do evento, especialmente nos horários de funcionamento da feira (de segunda a sexta-feira, das 14h às 22h, e sábados e domingos, das 10h às 22h, e nos dias de shows, até o encerramento deles)". 
Após a reunião, Nadine conversou com o Grupo JM e frisou a necessidade de haver fiscalização do trânsito, por vários fatores, sendo os principais: a Polícia Rodoviária Federal tem atuação somente no perímetro da rodovia; a feira é realizada pela ACI, Ueti e poder público, sendo deste último a responsabilidade pela energia elétrica e arruamento - logo a fiscalização das vias (ou a colaboração); a capacidade dos shows nacionais está quase lotada, principalmente do DJ Alok, no dia 19 de outubro, que já conta com 5 mil ingressos vendidos, dos 6 mil disponibilizados - e que irá atrair especialmente o público jovem e de toda a região; e, por fim, porque nas edições anteriores, os agentes de trânsito atuaram durante a feira, com as horas extras sendo pagas pelo Executivo.
A Comissão de Segurança aguarda retorno do Executivo.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por