Notícia

Saúde

Mamografia deve ser realizada anualmente

Postada 07/10/2019



A campanha Outubro Rosa é um momento em que as equipes de saúde mais reforçam a necessidade do autocuidado e da realização de exames preventivos às mulheres. A própria detecção precoce do câncer de mama é fundamental para aumentar as chances de cura e diminuir o tempo de tratamento, conforme observa o médico mastologista do Centro de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon) do Hospital de Caridade de Ijuí (HCI), Gerson Jacob Delazeri.
“Diante de um diagnóstico precoce, o tratamento acaba sendo menos agressivo”, lembra o especialista, destacando que a Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda que mulheres a partir dos 40 anos realizem, anualmente, a mamografia. “Há estudos que defendem a realização a partir dos 50 anos, mas nós recomendamos antes. Isso porque, no Brasil, uma em cada seis mulheres que têm o diagnóstico de câncer de mama estão na faixa de 40 e 50 anos”, reforçou.
O médico observa que, na faixa dos 50 anos, a mama é mais densa. Há mais tecido glandular e, por vezes, fica mais difícil detectar alguns nódulos. “Muitas mulheres perguntam: por que não faço o ultrassom, que parece mais tranquilo? Mas essa não é a recomendação.  A mamografia é importante porque detecta microcalcificações, e isso é muito importante para as mulheres que não apresentam sintomas ou nódulos”, destaca Delazeri.
Estas são as principais alterações buscadas na mamografia, para além dos nódulos, porque, identificadas precocemente, garantem grande chance de cura às mulheres, sem ser necessário um tratamento tão agressivo, com o uso de quimioterapia, por exemplo.
Mulheres não devem, no entanto, comparecer diretamente num serviço de imagem para solicitar a mamografia. Usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS) devem procurar suas unidades de saúde de referência, enquanto que beneficiárias de planos de saúde são encaminhadas por seus médicos. “Todas as pacientes do SUS têm direito à mamografia. Há uma lei que garante o direito da realização do exame, anualmente, às mulheres, a partir dos 40 anos.”
Sempre que há uma suspeita de câncer de mama, o médico responsável encaminha as pacientes para o Cacon. “Aqui, realizamos a biopsia, tudo que é necessário para o diagnóstico. Se o câncer for confirmado, a mulher será encaminhada para tratamento.”


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por