Notícia

Esportes

Juvenil trabalha a bola parada para o jogo decisivo

Postada 30/08/2019



O técnico Marcelo Galvão(Guiné) tem passado tranquilidade ao elenco do São Luiz para o jogo de domingo às 15h no Estádio 19 de Outubro contra o Ypiranga de Erechim, pelo Estadual Juvenil. "Trabalhamos bem a semana, faremos nesta sexta-feira o último treinamento  antes da partida. É decisão e precisamos fazer a nossa parte dentro de campo. O grupo está mobilizado, trata-se de um sonho de todo mundo, para mim também dar um passo importante na carreira.Peço ao torcedor que vá ao Estádio incentivar essa gurizada".
Guiné, na primeira parte do treino ontem, explicou no quadro a parte tática.  Comentou que neste momento não adianta mais intensificar a parte física, fazer mais cobranças em cima do elenco. Tem que explicar, mostrar visualmente para os atletas mentalizar e chegar domingo prontos. A equipe treinou fundamentos, balanços ofensivo e defensivo, bola parada e finalizações. O treinador disse que será um jogo de superação e o time precisa treinar todas as situações que podem acontecer dentro do duelo. 
"Respeitamos todos os times que vem atuar contra nós. Não desmerecendo a equipe do Ypiranga, mas o São Luiz possui uma maneira de jogar dentro de casa, uma postura para atuar e não vai mudar. Desde a minha estreia aqui não perdi dentro do Estádio 19 de Outubro e é um fator que me deixa confiante, porque o grupo assimilou o esquema de jogo e acredito que precisamos pressionar desde o primeiro minuto. Se deixar para pressionar nos últimos 10 minutos vou me questionar porque não pressionei antes. Não quero errar por omissão, se pressionarmos o time do Ypiranga temos grandes chances de sair vencedor.
Sobre o fato de enfrentar o Ypiranga seu ex-clube em um jogo decisivo, disse que fica o sentimento de que tem amigos no outro lado, mas todos buscam seu espaço e precisa ser profissional, hoje defende o São Luiz. Nasceu aqui e se criou em Ijuí, foi formado no clube. Um bom trabalho  abrirá mais portas no próprio Rubro. O time está definido com: Christian Rein; Beretta, Mello, Eduardo e Emerson; Battu, Cristian, Luan e Marcos; Piolho e Pablo. 
O volante Battu, capitão do time disse que o São Luiz está bem preparado para fazer um bom jogo."Precisamos entrar em campo focados, com raça o tempo todo contra um adversário que também briga pela classificação. Jogando assim, alcançaremos o nosso objetivo". O jogador disse que é uma responsabilidade grande  usar a braçadeira de capitão, mesmo sendo um dos mais novos do elenco. Battu começou jogando na Escolinha Greminho e depois foi convidado pelo técnico Jair Galvão para atuar no GBM. Ficou até os 14 anos lá e depois foi para o Elite de Santo Ângelo onde jogou uma competição estadual e após se transferiu para o São Luiz.
O jogador disse que é muito importante o São Luiz ter a categoria Sub-17, pois a região possui bons jogadores que não estavam ganhando oportunidade. O capitão pediu que a torcida lote o pavilhão da Baixada diante do Ypiranga."Faremos um grande jogo, colocando o time entre os melhores da próxima etapa", finalizou Battu.São Luiz e Ypiranga terá arbitragem de Rodrigo Brand. Os assistentes serão Fabrício Junges Villa e Guilherme Moeira Alves.O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RS) puniu ontem o Ypiranga de Erechim com a perda de seis pontos no Estadual Juvenil.O motivo foi a escalação irregular do atleta Bruno Henrique Batistello, que atuou com três cartões amarelos.O Ypiranga será o adversário do São Luiz domingo às 15h no Estádio 19 de Outubro, pela última rodada da segunda fase. O Rubro precisa vencer para conquistar a vaga às oitavas. O Inter-SM tem 8 pontos; o Ypiranga, 5 pontos e o São Luiz, 3 pontos.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por