Notícia

Geral

Despesas da feira geram embate com Ueti

Postada 12/08/2019



Primeira mulher a assumir a presidência da Expo-Ijuí, Nadine Dubal tem realizado uma série de mudanças, principalmente relacionadas à gestão, com objetivo principal de fazer uma feira voltada aos negócios. Se por um lado as mudanças encontram apoio na Associação Comercial Industrial de Ijuí (ACI), por outro, foram motivos de desconfortos e impasses com as outras duas instituições promotoras: prefeitura e União das Etnias de Ijuí (Ueti).
"No momento em que se propõe inovações, em que se chega com uma ideia principalmente de gestão, de enxugamento de custos, algumas pessoas, às vezes, não pactuam das mesmas ideias, e são três instituições trabalhando juntas: ACI/Exo-Ijuí, Ueti/Fenadi e poder público. Uma instituição pública e duas privadas, então, quando colocamos essas ideias existem desconfortos. Não pelo lado da ACI, que entende e corrobora com as ideias e dá o aval", contou Nadine, em entrevista ao Grupo JM, na manhã de sexta-feira.
Determinada e com foco no futuro, a presidente tem se deparado com questões enraizadas desde a fundação da Expo-Ijuí e, portanto, motivos de muita resistência por parte das instituições.
"Sou muito questionadora, como um todo, então, comecei a questionar, principalmente, números, que tínhamos na ACI de uma forma muito clara e transparente, e comecei a questionar esses números das outras instituições que participam junto na feira. E as respostas que vinham a mim me deixavam desconfortável porque eram as seguintes: 'sempre foi assim', 'durante 30 anos foi assim', ou, 'já vem de muito tempo assim'. Essas respostas não me servem. O que já foi e o que vinha sendo feito não me interessa mais, tenho que olhar daqui para a frente", afirma.
Com o compromisso de fazer uma feira de negócios e ter superávit, a presidente deu início ao enxugamento de recursos, a exemplo do que vem sendo feito, segundo ela, na ACI, pelo presidente Nilo Leal da Silva.
Com o poder público, o principal impasse se deu em relação ao volume de recursos que a Expo-Ijuí deveria repassar ao Executivo municipal. "Foi difícil chegar até o termo oneroso do uso do parque, por questão de recursos. Chegamos ao consenso de que eles irão adequar a infraestrutura da feira, conforme precisamos."
Mas, outros embates foram travados com a diretoria da Fenadi, também relacionados a valores. "Concordo, e que fique bem claro, que aquilo que é comum às duas feiras, a Expo-Ijuí deve pagar, o que não for, a Expo-Ijuí não tem que pagar, então, esses eram alguns dos nossos questionamentos."
Ao Grupo JM, Nadine enumerou a contribuição da ACI/Expo-Ijuí na realização da Fenadi: os espaços utilizados pelos sete patrocinadores da Fenadi, no Parque de Exposições, não são cobrados, e representam cerca de R$ 100 mil; os estabelecimentos que comercializam lanches, na Praça das Nações, são geridos pela Ueti - nesse ano, o aluguel foi fechado em R$ 8,5 mil por espaço; e a destinação, nesse ano, de R$ 120 mil em recursos livres - aumento em relação ao ano passado, quando foi repassado R$ 112.590. 
"Há outras despesas que no ano passado foram pagas e que nós, da comissão, questionamos e afirmamos mais uma vez: o que for comum às duas feiras, a Expo-Ijuí vai custear. O valor de R$ 120 mil podem usar no que lhes couber. Se quiserem, novamente trazer um show, que no ano passado foi um tributo ao Elvis, que custou R$ 11 mil de cachê e mais R$ 5 mil para despesas aéreas, podem trazer, o recurso é deles. Agora, se quiserem usar esse valor para repartir entre as casas étnicas, que foi uma proposta que eu fiz, também podem usar, o recurso é livre", reforça.  "Sou extremamente transparente. A Expo-Ijuí com a Fenadi teve desconforto em razão de questionamentos que eu fiz, sim. Temos ajudado consideravelmente com valores significativos a nossa feira cultural. Existe toda uma parte de captação de recursos pela LIC e Rouanet que é possível fazer e que nós não temos, porque somos uma feira de negócios. A Expo-Ijuí ajuda e apoia todas as casas étnicas como um todo."


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por