Notícia

Geral

Responsabilidades serão divididas

Postada 01/08/2019



O  termo de permissão de uso oneroso do Parque de Exposições Wanderley Burmann, pela Associação Comercial Industrial (ACI) de Ijuí, para realização da Expo-Ijuí/Fenadi 2019, foi assinado na tarde de terça-feira, entre o Executivo municipal e as diretorias da entidade e das feiras. Também na tarde de terça-feira, a presidente Nadine Dubal reuniu-se com o Corpo de Bombeiros de Ijuí, para tratar acerca das adequações ao Plano de Prevenção e Combate a Incêndio (PPCI) do Palco das Etnias e do Pavilhão 5.
“Mantemos o mesmo contrato, nos mesmos termos do ano passado, porém, com o comprometimento do poder público de fazer as adequações necessárias, e pegar para si esses aportes financeiros que são necessários para o Parque de Exposições realizar a feira”, conta Nadine. O valor do reembolso, a exemplo do anterior, corresponderá a 25% do resultado bruto arrecadado na bilheteria, e 25% do resultado líquido do evento.
Até novembro de 2018, o Parque de Exposições estava sob administração da ACI, sendo requisitada sua devolução pelo Executivo municipal. Desde então, cabe ao poder público realizar a manutenção e melhorias na estrutura, ao longo do ano.
Com essa nova estruturação, as responsabilidades durante a feira são divididas entre prefeitura, União das Etnias de Ijuí (Ueti) e ACI. Ao poder público cabe a parte de arruamento e energia elétrica, e, agora, as adequações às exigências do Corpo de Bombeiros; Palco das Etnias, Museu das Etnias, Epopeia Ijuhy, Trem da História e Casas Étnicas estão a cargo da Ueti/Fenadi; o restante, fica por conta da ACI/Expo-Ijuí.
“Todas as grandes despesas e aportes financeiros que têm que ser feitos são da Expo-Ijuí, que inclui toda a parte de estrutura dentro dos pavilhões para os expositores, além disso, nós pagamos os alvarás para os expositores ao poder público. Pagamos o ISS, que é um imposto obrigatório, de 3% sobre a venda de todos os ingressos, ao poder público. Temos obrigação com todos os terceirizados, como limpeza, segurança, monitoramento. Então, durante 60 dias, contados a partir de terça-feira, o Parque de Exposições está sob nossa responsabilidade, e todas as outras despesas são com a Expo-Ijuí", enumera Nadine.
Em destaque nesta edição, o setor do agronegócio já está com todos os espaços internos e externos comercializados, assim como os demais espaços da feira, que têm lista de espera há três semanas. "Nosso objetivo principal, que era o fortalecimento desta área e o chamamento de novas empresas foi atingido com êxito. Estamos com 100% da feira vendida."
Sobre a grade de shows, Nadine conta que ainda falta assinatura de dois contratos com artistas, mas antecipa que haverá mudanças. "Decidimos fazer uma segmentação. Havia sempre uma reclamação de anos anteriores, de que vinham dois, três shows, e eram sertanejos. Então, teremos uma inovação neste ano, faremos uma noite nativista e estamos fechando ainda com esses parceiros que virão atender esta demanda do setor."
Outra novidade, ainda extraoficial, é a criação de um Espaço Kids na feira, onde os pais poderão deixar as crianças, sob cuidados de profissionais, enquanto visitam o Parque de Exposições. Associados da ACI não pagarão pelo serviço, no período de duas horas - após, será cobrada uma taxa mínima. "Para visitantes, haverá disponibilidade de usufruir desse local, com um valor diferenciado, em razão de não serem sócios."
O lançamento oficial da feira acontece no dia 22 de agosto.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por