Notícia

Saúde

Saúde faz chamado para vacinação contra o HPV

Postada 16/07/2019



Por meio do Movimento Vacina Brasil, o Ministério da Saúde tem buscado chamar a atenção para a importância da vacinação contra o HPV - o papiloma vírus humano. Isso porque, nos municípios, têm sido um desafio manter uma boa cobertura vacinal entre os públicos-alvo, ou seja, crianças e jovens.
“Garantir a vacinação contra o HPV é um grande desafio. Não apenas na região, mas no Estado e no País. Para se ter uma ideia, no Rio Grande do Sul chegamos a uma cobertura de 50, 55%. Na nossa região, o percentual é ainda mais baixo: fica próximo dos 40%. E a nossa meta é imunizar 80% das faixas etárias”, explicou a coordenadora do Programa de Imunizações da 17ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), Patrícia Hildebrandt.
Conforme explica Patrícia, a vacina contra o HPV está prevista no calendário vacinal para meninas, dos 9 aos 14 anos, e para meninos, dos 11 aos 14 anos. Conforme o esquema, duas doses são necessárias para garantir a imunização, sendo que a segunda dose deve ser tomada seis meses após a primeira. 
Na região, as equipes de saúde conseguiram atingir, até o momento, com a primeira dose da vacina, 75% dos jovens com 14 anos; 86% dos adolescentes com 13 anos; 63% da faixa dos 12 anos; 46% do grupo dos 11 anos; 41% das crianças com 10 anos e apenas 20,5% da faixa dos 9 anos.  “Chegamos a 20% de redução, nestes percentuais, quando falamos na segunda dose da vacina”, comenta Patrícia.
Mas por que as equipes de saúde querem tanto chamar a atenção de pais e responsáveis, para que levem seus filhos aos postos de saúde? Porque, segundo Patrícia, a vacina previne alguns tipos de câncer – a exemplo do câncer de pênis nos meninos. “Cerca de 99% dos casos de câncer de colo de útero, nas mulheres, tem detecção de algum  tipo de HPV. E a vacina que temos no Sistema Único de Saúde possui quatro subtipos de HPV, entre eles, dois que são responsáveis por mais de 70% dos casos de câncer de colo de útero”, destaca a coordenadora, lembrando que o HPV também está relacionado a outros  tipos de câncer na região genital. 
A dose, como lembra Patrícia, está disponível em qualquer sala de vacina da cidade – não sendo necessária a espera da abertura de uma campanha.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por