Notícia

Saúde

Data chama a atenção para prevenção e promoção à saúde

Postada 15/07/2019



Comemorado anualmente em 15 de julho, o Dia do Homem presta mais do que uma homenagem. O objetivo da data é conscientizar a população masculina sobre os cuidados que devem ser tomados com a saúde.
“A gente sabe que os homens não têm o hábito de  procurar o médico, de realizar exames preventivos. Por isso a importância de aproveitarmos datas como esta para fazer um alerta”, explicou o médico urologista Renato El Ammar.
Entre os cuidados que devem ser tomados não só pelos homens, mas também pelas mulheres, está a adoção de uma alimentação saudável, com a ingestão de frutas e verduras. O médico destaca que é importante não exagerar no consumo de bebidas alcoólicas, de carnes e comidas muito gordurosas. “Estes dois pontos devem ser observados: alimentação e consumo de bebidas alcoólicas. Para além disso, é importante manter a prática de atividades físicas, de duas a três vezes por semana, no mínimo.”
Ter uma vida ativa, como lembra Renato, mantém o organismo em atividade, melhora a circulação do sangue e, no caso dos homens, melhora os níveis de testosterona. “Mas, mais do que manter uma vida saudável, é importante manter  os exames preventivos em dia. Para se ter uma ideia, muitas vezes descobrimos que um paciente tem algum problema num exame de rotina. O câncer de próstata pode não apresentar sintomas, como também pode causar dificuldade para urinar, pode levar o homem a ter um jato urinário fraco, sensação de ter que urinar toda hora, ardência, com presença de sangue na urina, em algumas situações”, comenta o especialista.
Como lembra o médico, o câncer de próstata é o mais comum entre os homens. Por isso a necessidade da realização anual do exame, a partir dos 45 anos de idade. “Quem já teve problemas de próstata na família deve começar a realizar o exame a partir dos 40 anos, porque existe um fator familiar que pode atingir o filho, o neto de quem já teve a doença.”
Outro problema de saúde muito comum entre os homens é a disfunção erétil, que leva à dificuldade do homem em ter uma relação sexual. “Muitas vezes o paciente, até por um pouco de vergonha, acaba deixando de procurar o médico. Mas existem métodos e maneiras para resolver essa questão.”


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por