Notícia

Política

Pré-candidatura volta a ficar indefinida no PDT

Postada 25/06/2019



O que parecia estar definido no PDT ijuiense para as eleições de 2020 ao pleito municipal mudou nos últimos dias. A afirmação é do presidente pedestista, Paulo Stumm, ao Grupo JM. 
Na semana retrasada, Stumm afirmou que o vereador Marcos Barriquello seria o principal pré-candidato ao cargo de prefeito do partido, e o ex-prefeito, Fioravante Ballin seria o “plano B”. Mas articulações das lideranças colocaram novos pontos de interrogação sobre quem será o candidato dos pedetistas.
“As coisas mudaram no desenrolar dos últimos dias. Hoje a conjuntura é bem diferente. Surgiram outros nomes, como o do Monteiro (vereador João Monteiro), o Valdir (Heck) já vacilou, e do Ballin, um nome fantástico, pelo que fez por Ijuí e segue fazendo ainda, pois não parou de trabalhar pela comunidade. Um homem que não cansa nunca. Mas vamos deixar correr, pois as coisas vão se ajeitando”, disse.  
No entanto, questionado se as eleições fossem hoje e se o Ballin seria o plano A, Stumm preferiu não responder o questionamento, alegando não ter consultado as bases do partido, mas afirma que uma pesquisa feita coloca o ex-prefeito como principal nome ao Executivo municipal. “Hoje ele seria o cara que ganharia a eleição tranquilamente. E nós temos que analisar isso com carinho e fazer uma avaliação mais profunda”, ressaltou Stumm. 
Sobre a sequência do PP no atual governo, o presidente afirma que é uma situação “constrangedora” a permanência dos progressistas neste momento em que eles já definiram um pré-candidato a prefeito e afirmam não querer mais uma nova coligação com o PDT ao pleito municipal do próximo ano. 
"Mas é uma situação constrangedora, que não tem como conviver. Eu disse e volto a repetir, um cidadão acima de 20 anos que está morando com os pais e não gosta da comida, não consegue dormir até as 10h, ele tem que montar o seu apartamento e morar sozinho. Essa é uma tese que todos temos na mente. Se patrola o interior, o secretário do PP que fez. Não patrola, é culpa do Valdir Heck que não deixa fazer, não tem diesel. Aí não dá. Então deixa fazermos, que nós iremos fazer direitinho conforme manda o figurino e como nós fizemos a tanto tempo”, destacou. 
Sobre as afirmações de Busnello em relação ao PDT, de que o partido faz mal aos ijuienses, o pedestista se limitou a dizer que o vereador do PSB primeiro tem que vir explicar como consegue fazer, o que chamou de "mágica" para cumprir todos os compromissos de trabalho firmado, enquanto professor, vereador e advogado.
"Primeiro tem que justificar para o povo, pois alguém está sendo sacaneado. Tu achas que é humanamente possível uma pessoa fazer toda essa trajetória e não se cansar. Primeiro, Busnello, você explica como você faz essa mágica e depois fale mal dos outros. E eu acho que não tem mais o que falar desse cidadão."


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por