Notícia

Saúde

Moradores protestam pela abertura do posto de saúde

Postada 18/06/2019



Moradores do bairro Alvorada  realizaram, ontem, um protesto em frente à nova unidade de saúde, cujas obras já foram concluídas, mas que ainda não está em  funcionamento. 
Hoje, usuários do Sistema Único de Saúde precisam se deslocar até o bairro Luiz Fogliatto em busca de atendimento. “Mas há dias que a gente vai lá, e que não consegue ficha”, explicou Lourdes Cossetin. O depoimento é semelhante ao de Luciana Melo, que afirmou que a comunidade vai de madrugada para  frente do posto e, quando a equipe inicia os atendimentos, às 7h30, já não há mais  fichas para serem distribuídas. “É importante que a comunidade se una e cobre a abertura desta unidade. Nós precisamos do atendimento no bairro”, reforçou Claudiomar da Cruz, que protestava em frente à unidade com a esposa e seu filho, ainda bebê.
Segundo o vereador Adalberto Noronha, que participou da manifestação, a promessa da Secretaria Municipal de Saúde era de que a unidade abriria no final de abril. O que não aconteceu. “Não temos notícias, por parte do Executivo, sobre quando o atendimento terá início. Há sempre uma desculpa, e  a última era que não estava previsto no orçamento a compra do mobiliário, dos equipamentos para a unidade. E isso representa uma falha. Como a compra não foi prevista?”, questionou o vereador.
Noronha destacou que o inverno está chegando e que, se a unidade não estiver aberta, pais com crianças, e idosos, terão que continuar levantando de madrugada para fazer o deslocamento até o outro bairro.
Secretário municipal de Saúde, Josias Pinheiro disse que, para além da unidade de saúde do bairro Alvorada, também está concluído o posto do bairro Quinze de Novembro. Em ambos os casos, havia a expectativa de que a inauguração ocorresse neste mês - o que provavelmente não será possível. “Estamos trabalhando na aquisição dos móveis, dos utensílios, e também na contratação de médicos, porque o restante da equipe dispomos dentro da Secretaria Municipal de Saúde. Nossa intenção realmente era já ter aberto as unidades, mas há trâmites burocráticos que precisamos seguir”, afirmou.
Segundo Josias, a expectativa, agora, é que as  duas unidades sejam abertas em julho. “Mas quero deixar claro que a comunidade do Alvorada não está desassistida. Continua sendo atendida pela equipe da ESF do bairro Luiz Fogliatto”, afirmou.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por