Notícia

Saúde

Vacinação em grupos prioritários preocupa

Postada 11/06/2019



Após anúncio de liberação da vacina contra a gripe, na segunda-feira, dia 3, ijuienses passaram a procurar os postos de saúde ao longo da semana. Muitos, no entanto, não puderam se imunizar, porque uma nova determinação do governo do Estado fez com que as equipes reservassem as doses aos integrantes dos grupos prioritários que ainda não receberam a vacina.
“Liberamos a vacina na segunda-feira, conforme determinação do Ministro da Saúde, e até quinta-feira à tarde, tínhamos vacinas disponíveis à comunidade. Tivemos uma boa procura, tanto que cerca de 4,6 mil pessoas foram imunizadas. Mas o Estado solicitou a reserva de doses para vacinação de crianças, gestantes e doentes crônicos, que ainda não procuraram as salas de vacinas”, explicou a coordenadora do Programa Municipal de Imunização, Salester Ruver, destacando que em nenhum destes grupos se atingiu a meta de vacinação recomendada, de 95%.
Conforme levantamento realizado pela equipe de saúde, faltam se vacinar cerca de 560 crianças, maiores de 6 meses e menores de 6 anos; 50 gestantes e mais de 1.000 doentes crônicos. Para atender a todos, foram reservadas aproximadamente 2 mil doses. “Acredito que  quem tinha interesse em se vacinar, já procurou as salas. Mas estamos atendendo a uma orientação. Continuamos fazendo o chamado aos grupos prioritários, e enviando recado aos pais”, explicou Salester, destacando que a baixa cobertura vacinal também se deve ao fato de as baixas temperaturas não terem chegado, de fato. “Acreditamos que, com a  chegada do frio, o cenário mude. Mas não deveria ser assim. A vacina leva em torno de 10 a 15 dias para produzir anticorpos. As pessoas já deveriam estar preparadas para o inverno. Lembrando que temos um caso confirmado de gripe A no município. É um paciente de fora, da região, mas que está hospitalizado na cidade.  Daqui a pouco, o vírus estará circulando”, lembra.
Há uma dificuldade em garantir a vacinação  necessária às crianças. Das quatro vacinas disponíveis na rede pública, duas não chegaram à meta ideal no primeiro quadrimestre em Ijuí:  a vacina contra a poliomielite e a terceira dose da pentavalente apresentam percentual de  85,79%. Os índices foram atingidos na primeira dose da tríplice viral (91,49%) e na segunda dose da pneumocócica (91,98%).


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por