Notícia

Esportes

Atacante Tauã sente a virilha e vira preocupação no São Luiz

Postada 21/02/2019



O atacante Tauã deixou o campo ontem à tarde com uma fisgada na coxa esquerda e virou preocupação para o jogo do São Luiz sábado, às 17h no Estádio Alfredo Jaconi, diante do  Juventude, pela oitava rodada do Campeonato Gaúcho. Imediatamente após deixar o treino, o jogador foi atendido pelo fisioterapeuta Felipe Borges ainda na beira do gramado e iniciou o tratamento.Visivelmente chateado, o atleta sentou na casamata e acompanhou o restante do treinamento com uma bolsa de gelo na perna machucada. O atacante passará por exames nesta quinta-feira.
Com a saída de Tauã, quem passou para a equipe titular foi o atacante Leilson. Quem não treinou foi o volante Rudiero, que tem uma lesão muscular na coxa direita e também preocupa. Ele sentiu o problema no treino de terça-feira e deixou a atividade mais cedo. Régis treinou na vaga de Rudiero. 
A equipe considerada titular teve: Paulo Gianezini; Maicon, João Marcus, Pablo e Márcio Goiano; Régis, Clayton e Mikael; Tauã (Leilson), Marcão e Thiago Alagoano. Os suplentes atuaram com: Rickelvy (Carlão); Jefferson Falcão, Betão, Wesley e Vavá; Catatau, Jéferson Prill e Anderson Paraíba; Leison, Dimitry e Israel.Com a saída de Ricardo Thalheimer, negociado com o Avaí de Santa Catarina, o novo titular da zaga é João Marcus, que atuará pelo lado direito da defesa, com Pablo passando para a esquerda.
Após o treinamento tático foi trabalhada a bola parada. O elenco volta aos treinos hoje a partir das 16h, novamente no Estádio 19 de Outubro.
O meia Mikael disse que o São Luiz tem consciência das dificuldades que terá contra o Juventude. "Não tem jogo fácil no Gauchão, mas vamos aproveitar este embalo do bom resultado diante do Avenida para conquistarmos mais três pontos, na primeira vitória fora de casa. Estamos merecendo, fizemos bons jogos. Precisamos focar para ganhar em Caxias do Sul".
O jogador afirmou que o Rubro precisa aproveitar o momento de transição vivido pelo Juventude, que está na pressão e precisa dar uma resposta ao seu torcedor nesta fase de recomeço. "Ele veio da Série B e fica um pouco pressionado. Não vem fazendo bons jogos em casa e precisamos aproveitar isso. Temos jogado bem, longe dos nossos domínios, mas não ganhamos. Está na hora de acontecer esta vitória".Mikael disse que cobra muito para as chances aparecerem nos jogos. Segundo ele, as oportunidades surgiram, porém a bola não está entrando." Devemos ter um pouco mais de gana para fazer gols.Ninguém quer errar, mas às vezes acontece. Contra o Juventude é importante. Talvez será apenas uma chance de gol e temos que marcar. Precisamos entrar em campo bem organizados como pede o técnico Paulo Henrique Marques".
Após o treinamento tático, o treinador e o analista de desempenho Marcello Cupini permaneceram por vários minutos conversando com os atacantes Leison, Janderson, Israel e Thiago Alagoano passando orientações.



Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por