Notícia

Saúde

Consulta sem urgência sobrecarrega atendimento

Postada 08/02/2019



O Pronto Atendimento (PA) da Secretaria Municipal de Saúde fechou o ano de 2018 com uma média de 240 atendimentos por dia. Um número bastante relevante, como avalia o coordenador do PA, Edegar Moi, visto que o Município também conta com uma rede de unidades de saúde para atendimento à população.
Ele destaca que 40% dos pacientes atendidos tiveram seus casos classificados como eletivos, e não urgentes. “Dentro destes eletivos, há pessoas em busca da renovação da receita médica, pedido de atestado, check-up, e outros casos que não são de Pronto Atendimento”, explicou o coordenador. Todas as situações devem ser encaminhadas via unidade básica de saúde, como lembra Moi. 
Quanto aos demais atendimentos, que se classificam como emergência, a equipe identificou que houve um aumento no número de pacientes com maior gravidade. “Temos várias emergências durante os plantões. Mais de 15% destes atendimentos estão ligados a casos como infarto agudo do miocárdio, AVE – Acidente Vascular Encefálico, situações de convulsão em curso, entre outros. E também temos observado um grande número de pacientes oncológicos que estão procurando atendimento no PA. São pacientes que têm  acompanhamento no Cacon (Centro de Alta Complexidade em Oncologia), que precisam de mais um suporte e que buscam atendimento na Secretaria Municipal”, disse.
Como lembra Moi, a comunidade precisa compreender que o PA deve ser procurado somente em casos mais graves, considerados de risco à vida. Ele cita como exemplo casos de parada cardiorrespiratória, suspeita de infarto, AVC – Acidente Vascular Cerebral e edema pulmonar. 
Segundo o coordenador, uma das principais reclamações dos usuários do PA é quanto ao tempo de demora para atendimento. Mas, como a equipe realiza uma triagem e classifica os pacientes em situações urgentes e não urgentes, a espera pode levar horas. “Há pacientes que não têm uma situação grave e que também não querem ficar aguardando. E isso acaba gerando reclamação”, destacou.
Desde o início do ano, o Pronto Atendimento conta com prontuário eletrônico, que facilita o acesso a informações dos pacientes. 

 



Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por