Notícia

Saúde

Presença de morcegos preocupa comunidade do bairro Herval

Postada 08/01/2019



A presença de morcegos tem assustado e preocupado os moradores do bairro Herval. Ontem, em entrevista ao Grupo JM, o médico veterinário do Município, Ortiz Schröer Junior, explicou que esteve no local e que a situação não é nova na cidade. “Temos algumas sazonalidades em relação aos morcegos. Nas imediações do Burtet e do Hammarstron, por exemplo, tivemos uma infestação parecida, no ano passado. Não é uma situação de agora. Há setores que sempre estão em alerta, e temos agentes de saúde nas ruas, que nos comunicam sobre casos”, explicou o médico veterinário.
Ele lembra que os morcegos são mamíferos protegidos e que, portanto, não podem ser eliminados. O que a comunidade pode fazer é proteger as residências, com telas, por exemplo. “Os morcegos não são de permanecer num local. Se estão nesta área, no bairro Herval, é porque encontraram alimento ali. Mas é importante que telas sejam colocadas, evitando que eles entrem pelas janelas. E se há infestação no forro, a primeira medida a se tomar é identificar por onde eles entraram. Há a possibilidade de se colocar um cano, no ângulo de 45º, para que eles saiam e não consigam voltar”, explicou.
De acordo com Ortiz, no geral, 70% dos morcegos são insetíveros, e alimentam-se de insetos, e praticamente todo o resto frugívoros, ou seja, se alimentam de frutas. São poucos hematófagos, que se alimentam de sangue. “Em 2013, na Colônia Santo Antônio, tivemos um surto de raiva em animais e 60 pessoas foram parar em hospitais, a fim de receber medidas protetivas com relação a uma possível situação de raiva. Lá detectamos morcegos hematófagos, ou vampiros”, exemplificou. 
Para mais informações, basta entrar em contato pelo telefone 3331-8897.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por