Notícia

Saúde

Lei que libera recursos do FGTS é saída a hospitais

Postada 28/12/2018



O presidente Michel Temer sancionou, sem vetos, a Lei 8.036/2018, que permite a criação de linha de crédito com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para socorrer as santas casas e os hospitais filantrópicos que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
Uma medida que será, segundo o presidente do Hospital de Caridade de Ijuí (HCI), Cláudio Matte Martins, uma “saída” para as instituições hospitalares de todo País em 2019. “A medida fará diferença no próximo ano para que as instituições possam sanar suas dívidas e até ter um fôlego para realizar investimentos. Tudo que o HCI fez, até agora, foi não deixar de prestar atendimentos. Muitos hospitais, até mesmo da região, estão em crise, fechando as portas”, destacou o presidente.
De acordo com Cláudio, a expectativa é que o governo do Estado faça repasse de valores nesta sexta-feira. O Instituto de Previdência do Estado (Ipergs) deve ao HCI R$ 3,8 milhões, enquanto que atrasos relativos ao Sistema Único de Saúde (SUS) chegam a R$ 5,7 milhões. E neste último estão concentrados incentivos que não foram pagos pelo Estado desde setembro, incentivos atrasados desde novembro por parte da União e valores de produção que não foram pagos na média e alta complexidade, referentes aos meses de outubro e novembro. “São valores que faltam ao HCI. Conseguimos pagar a folha e quitar o 13º salário. Uma parcela havia sido paga em julho e, outra, neste mês. Mas há fornecedores que ainda não receberam”, lembra, destacando que o hospital precisa realizar manutenções.
Para manter os atendimentos, o HCI tem se apoiado em recursos de planos de saúde e de emendas parlamentares, como o recente repasse do deputado federal Darcísio Perondi (MDB), no valor de R$ 500 mil.
Na avaliação de Cláudio, é importante que Ijuí conte com lideranças políticas em Brasília. E que o Estado, no próximo ano, passe a rever seus conceitos na área da saúde. O presidente também falou sobre a importância do envolvimento de lideranças locais e disse ter ficado surpreso com a notícia de que o poder Legislativo teria devolvido R$ 300 mil, e repassado ao Hospital Bom Pastor, para manutenção de serviços hospitalares pelo SUS. “O HCI atende 90% dos pacientes pelo SUS e, acredito, seria justo que o hospital fosse beneficiado com essa verba também. Não ficou bem explicado. Mas acho que é muito bom, salutar que a Câmara tenha feito isso”, disse.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por