Notícia

Política

Em breve, comunidade terá acesso a acervo

Postada 12/07/2018



O Museu Antropológico Diretor Pestana (MADP) segue executando o projeto “Difusão da memória social de Ijuí e região Noroeste do Rio Grande do Sul”. Conforme explica a diretora, Stela Mariz Zambiazi de Oliveira, a iniciativa conta com financiamento do governo do Estado, de R$ 25 mil, concretizado por meio da Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer e do Pró-cultura RS FAC.
“O projeto foi encaminhado pela Associação de Amigos do Museu, em parceria com o MADP. Ele tem o objetivo de digitalizar parte do acervo fotográfico, com vistas à garantia da preservação dos arquivos originais e a disponibilização, por meio da internet, da descrição destas imagens”, explica a diretora, lembrando que a seleção concentra atividades econômicas registradas no período de 1900 e 1990. “A seleção do período e da temática foi baseada no maior número de pesquisas que registramos no museu nos últimos anos. Parte do acervo, cerca de duas mil imagens, estão sendo digitalizadas e, em breve, disponilizadas à comunidade”, reforça.
O acervo que está sendo digitalizado é de autoria da Família Beck e  de Eduardo Jaunsem, doado pela comunidade de Ijuí e custodiado pelo MADP. “O trabalho está sendo executado,  em fase de finalização. Nós conseguimos adquirir e instalar dois equipamentos de digitalização e processamento. Contratamos dois estagiários da Escola Técnica 25 de Julho, do Curso Técnico em Informática, que desenvolveram o trabalho sob supervisão da arquivista do museu, Amanda Higashi.  A digitalização vem sendo feita com qualidade de preservação digital”, destaca.
O projeto final, para prestação de contas, já foi enviado ao Pró-Cultura e, assim que a equipe receber a aprovação, será disponibilizado um link de acesso à comunidade. O catálogo estará disponível na página do museu, no endereço unijui.edu.br/museu. “A comunidade será a principal beneficiada com este projeto. A reprodução, ao mesmo tempo que auxilia no processo de difusão do acervo, também ajuda na conservação do original. O pesquisador terá uma reprodução de qualidade, pronta e armazenada, que auxiliará em sua pesquisa. As pessoas poderão realizar a busca de uma forma rápida e prática”, destaca a diretora Stela.
Neste mês de julho, o MADP está com horário diferenciado de atendimento. As pesquisas podem ser feitas de segunda a quinta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h. Na sexta-feira, o atendimento ocorre pela manhã, das 8h às 11h30. Na tarde de sexta-feira, não ocorre atendimento à comunidade.




Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por