Notícia

Economia

Ciclo de debates aborda ecossistemas de inovação

Postada 11/05/2018



As características, as funcionalidades e as possibilidades de inserção nos ecossistemas globais empreendedores estiveram em discussão, na quarta-feira, na edição de Ijuí do Cidead, o Ciclo de Debates de Administração.
O evento foi realizado dentro da programação do Momento Empreendedor, que marca a semana acadêmica do curso de Administração da Unijuí, e promovido em parceria com o Conselho Regional de Administração (CRA-RS).
O palestrante da noite foi o diretor-presidente da Rede Gaúcha de Ambientes de Inovação – Reginp e gerente da Unidade de Inovação e Tecnologia do Tecnosinos, Carlos Eduardo Aranha.
Mediador do debate, o professor do curso de Administração, Luciano Zamberlan, conversou com a reportagem antes do evento, e fez uma síntese sobre a relevância dos temas propostos. Segundo ele, há uma preocupação constante no meio acadêmico em dar efetividade, relevância e impacto social aos cursos da área de gestão.
"Vivemos em um País que, de certa forma, é bastante empreendedor. Mas o grande problema que se tem atualmente é que a ciência da administração não chega a todas as pessoas, e muitos que têm essa atitude empreendedora acabam fechando em até dois anos", afirma Zamberlan.
Neste cenário mercadológico hostil, a inovação nos negócios é mais do que um diferencial, é uma necessidade, segundo Zamberlan. Com a participação de diversos agentes de fomento à criatividade, os empreendimentos devem, cada vez mais, se inserir em redes de inovação que forjam novos sistemas produtivos.
"A criação de um ecossistema pressupõe uma articulação entre empresas locais, universidades e poderes públicos, para que essas instituições possam, de forma coesa, fomentar e estimular a inovação, dando as condições necessárias para o surgimento de  incubadoras, parques tecnológicos e soluções em torno de produtos e serviços que possam surgir", aponta o professor.
Sob esta ótica, o administrador é considerado o interlocutor ideal para este conjunto de práticas nos ecossistemas de inovação e, por isso, entidades representativas, como o CRA-RS, foram chamadas a fomentar o debate.
"Há muitas mudanças em curso, em várias áreas, e o profissional de administração está inserido no processo de expansão de capacidades e habilidades. Com isso, o objetivo do conselho é ofertar espaços de ampliação de horizontes dos profissionais, dos estudantes e dos empreendedores. Para isso, nada melhor do que debater inovação", avalia o delegado regional do CRA-RS, Benisio Rodrigues.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por