Notícia

Rural

Desafio é equilibrar o custo com preços de mercado

Postada 04/01/2018



O presidente da Federação das Cooperativas Agropecuárias do Rio Grande do Sul(Fecoagro) Paulo Pires disse em entrevista ao GrupoJM que o grande desafio de 2018 para o setor do agronegócio será o equilíbrio dos preços de mercado com os custos de produção. Disse entender que os produtos vinculados no mercado internacional, no caso soja e milho estão suscetíveis a variação de preços de acordo com o comportamento dos valores internacionais.
No entanto, ressaltou ser necessário que o produtor tenha equilíbrio entre a formação de lavouras, custo de produção e comercialização dos grãos. “No aspecto produtivo o ano que terminou foi bom, mas temos problemas sérios porque os custos de produção aumentaram e não há sinais de melhora nos preços de comercialização o que é preocupante. O desafio é equalizar custo de produção e preço para o produtor ter rentabilidade em 2018”, analisou.
O presidente destacou que mesmo em dificuldades, as cooperativas tiveram equilíbrio e para este ano a previsão é de crescimento de 8% no setor. Pires lembrou que a variação para baixo dos preços agrícolas fez com que muitos produtores estocassem os grãos a espera de valores melhores, o que de certa forma, não contribuiu para os negócios nas cooperativas. De acordo com ele, será necessário a realização de ações mais sistêmicas para ter a competitividade que o mercado exige e alcançar ao produtor os mecanismos necessários para que ele obtenha resultados efetivos na sua atividade.


Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por