AO VIVO


Coluna Armindo Pydd

Publicada 06/11/2017

BRASIL VAI QUEBRAR?

**Dívida pública aumentando, arrecadação diminuindo, reformas cada vez mais difíceis. A continuar este panorama, o próximo presidente a assumir em 2019 estará diante da quebra do país. Isto significaria bloqueio de poupanças, inadimplência do governo e ausência total de investimentos. Quebradeira de bancos.Este é o panorama mais sombrio que está à frente e já economistas o confirmam.
**A reforma mais necessária para uma recuperação a médio e longo prazo e justamente a mais difícil de acontecer, que é a da previdência. Tem gente de olho nas eleições de 2018 dizendo que não é necessária. Então, faça suas próprias conclusões quanto ao nosso futuro.
**Os primeiros imigrantes no Brasil eram chineses - em 1815. Cerca de 300 para plantar chá trazidos a mando de D. João VI. Não sabiam plantar chá e não funcionou.  Depois vieram em 1818 suíços pobres, maioria foram alocados em Nova Friburgo. A terra era ruim, havia muitos incapazes e “maus elementos”. Dos 2003 suíço 25% morreram antes de se instalar, a maioria na viagem marítima. Deveriam produzir alimentos e exercer profissões em falta no Brasil. Pouco funcionou.
**A partir de 1822 com o incentivo de José Bonifácio, a princesa Leopoldina e o próprio Imperador D. Pedro I, houve o incentivo a imigrantes alemães. Seriam os mercenários do Imperador para ajudá-lo a consolidar a independência que não estava garantida. As autoridades alemãs incluíram nos imigrantes muitos presidiários e criminosos e gente desclassificada para limparem suas cadeias. Também vieram colonos. Quem incorporava no exército imperial não pagava passagem e os colonos sim.  Depois veio um período em que ficou mal visto pelas autoridades brasileiras e mesmo pelo povo o imigrante. A retomada só veio bem mais tarde. Do livro Mercenários do Imperador que traz um levantamento minucioso de todos estes eventos de nossa história.
**10 milhões de reais são perdidos a cada semana com gato de energia elétrica e TV a cabo, controle de distribuição de gás e narcotráfico somente na favela da Rocinha no RS e lá tem UPP e Batalha de Polícia. Isto não pode acontecer de o conhecimento das autoridades. (Min. Torquato Jardim da Justiça.)
**Em 7 de maio de 1997 foi fundado o CISA, Consórcio de Saúde de Ijuí. Dentro da legislação e com todos os controles legais logo se expandiu. Ultrapassou deste então nos seus 20 anos diversas administrações municipais de partidos diferentes. Hoje atende mais de 40 municípios. Sua função é fundamental para viabilizar aos municípios pequenos em especial acesso a consultas, exames e procedimentos e utilizar toda a rede de serviços de saúde existentes na sua região de sua abrangência. O CISA foi modelo a muitos outros semelhantes no estado e é fundamental no acesso à saúde pública para quem não tem recursos. E hora de reforçar e fortalecer o CISA e não o contrário.
**Entre 7 e 13 mil reais por mês é o custo dos cursos de Medicina privados no país. Acrescentem-se custos de manutenção do aluno e veremos que grandes são os sacrifícios dos pais. A Medicina da Unijui está neste contexto. Não faltarão candidatos, pois estudantes do Brasil inteiro concorrem. Ultrapassadas algumas etapas ainda, teremos este curso diferenciado, o que exige maior carga horária de todos os cursos superiores no Brasil cerca de 9 mil horas. Será um diferencial sim.

Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por