AO VIVO


Coluna Marcelo Blume

Publicada 24/03/2020

Plano de contingência

O concentração global em torno da COVID19, chama a atenção em muitos aspectos e preocupa em muitos outros. Já se escreveu e se falou muito e muito ainda será escrito e falado a respeito desta pandemia. Vou deixar uma pequena contribuição por aqui também.
Primeiramente, chama muito a atenção e creio que deve ficar como uma das lições aprendidas desta mobilização gigantesca, o fato de que quando a imprensa do país, e de todo o planeta quer trabalhar em favor de prevenção de uma doença, o mundo para, assiste e se mobiliza. Da mesma forma, chama a atenção como autoridades, lideranças, entidades, são rápidas em anunciar medidas de prevenção, combate a propagação, direcionar orçamento, etc.
Fiquei com a impressão de que acabar com a fome, com a AIDS, Ebola, poluição e outros males do planeta, assim como dengue, chicungunha, sífilis e outros males no Brasil podem ser opções da imprensa, dos governos, instituições e autoridades da saúde, pois com a mobilização em torno do coronavírus, aplicada aos males já citados, poderíamos amenizá-los em grande parte, senão, eliminá-los do país e do planeta.
Além da saúde coletiva, a economia mundial preocupa e muito. Ações e bolsas de valores despencando em todos os países com exceção da China, que de forma muito rápida parou o contágio e curou os enfermos e agora parte para comprar grande volume de commodities a preços baixos, comprar empresas, e tomar mercados de concorrentes de outros países, combalidas pelas paralizações no restante do planeta. Algumas das grandes corporações irão resistir, pois tem seus planos de contingencia e reservas financeiras. As grandes que não tem estes planos talvez serão compradas por empresas e fundos com a participação de chineses. Agora, como ficam os pequenos empreendimentos, que não tem qualquer interesse dos especulares capitalizados?
O SEBRAE nacional está com uma campanha com lembretes aos pequenos negócios, como: 1. Usem a tecnologia, as redes sociais, o site, tele entregas e outras ferramentas para aumentar a sua presença digital; 2. Crie e amplie serviços de entrega, oferecendo comodidade, segurança e conforto para os clientes; 3. Não diminua a qualidade dos serviços oferecidos;  4. Se não houver jeito de fazer o negócio desenvolver, uma oportunidade pode ser dar férias para parte da equipe; 5. Avalie os custos do ponto de vista do cliente, mantendo aqueles que agregam valor para o cliente e cortando aqueles que geram custo e o cliente não valoriza; 6. Mobilize a equipe para aproveitar o período com menos clientes para economizar em itens como energia, água, e outros, tendo os colaboradores engajados nas reduções; 7. Fracione as compras, reduzindo o investimento em estoque e o risco de perdas; 8. Negocie tudo o que for possível com os fornecedores; 9. Cuide da sua saúde e da saúde da sua equipe.
Um abraço e até a próxima!  

Edição Impressa


Ver Todas as Edições
Trabalhe no Grupo JM Espaço do Leitor - Assine - Anuncie -
Albino Brendler, 122, Centro, Ijuí-RS
(55) 3331-0300
[email protected] Desenvolvido por